Mais
×

Diferenças entre uma carga positiva e uma negativa

Atualizado em 21 março, 2017

Uma força básica da natureza é a eletricidade, ou as cargas elétricas, que compõem a estrutura dos átomos. Dependendo do tipo de carga, a partícula subatômica reage de uma certa forma. Este bloco para construir a existência está dividido em dois tipos básicos de carga: positiva ou negativa.

Uma bateria de lítio com seu lado positivo para cima (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Diferenças subatômicas

As cargas existem no nível subatômico das partículas que compõem os átomos. As partículas subatômicas possuem uma carga elétrica presa a elas, que pode ser negativa ou positiva. A chave para entender esses conceitos de "positivo" e "negativo" é que os termos não oferecem uma descrição qualitativa da partícula. Estes termos são usados pelos cientistas para diferenciar as cargas.

Como são diferenciadas

Os cientistas explicam que as cargas são classificadas pelo quanto se repelem ou se atraem. Cargas semelhantes, como por exemplo positivas, se repelem, enquanto as diferentes, como o encontro entre partículas positivas e negativas, se atraem. Os átomos, que são a base de toda a matéria, possuem quantidades iguais de partículas positivas, chamadas de prótons, e negativas, os elétrons.

Matéria carregada

A matéria é considerada totalmente positivamente ou negativamente carregada quando há mais prótons ou elétrons nos átomos de um objeto. É muito mais fácil remover os elétrons, pois eles orbitam os prótons no nível subatômico. Assim, algumas ações, como a fricção, removem os elétrons da matéria, fazendo com que o objeto seja carregado positivamente. O resultado é uma corrente elétrica, neste caso a eletricidade estática.

Isolantes

As partículas atômicas em que os elétrons orbitam relativamente mais perto do que na natureza são chamadas de isolantes. Isso significa que é difícil trocar elétrons com este átomo. Se o elétron não sai, a corrente elétrica não consegue ocorrer. É neste momento em que o isolante dos fios cumpre seu papel. O plástico, no nível atômico, possui átomos isolantes que não permitem que a corrente elétrica troque elétrons com o plástico. É por isso que o plástico é usado para cobrir fios elétricos: para que as pessoas não sejam feridas pelas correntes elétricas que emanam deles.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article