As diferenças entre os ciclos de vida de sapos e galinhas

Escrito por kristie bishopp | Traduzido por helena bianchi gomes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As diferenças entre os ciclos de vida de sapos e galinhas
Os ovos do sapo se chocam e liberam girinos que se metamorfoseiam em sapos (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Embora ambos saiam de ovos, galinhas e sapos experimentam diferentes ciclos de vida. Os ovos de galinha são fertilizados internamente e colocados individualmente, enquanto os ovos de sapos são colocados aos milhares e fertilizados externamente. Além disso, os sapos passam por estágios de metamorfose entre o nascimento e a maturidade e as galinhas não.

Outras pessoas estão lendo

Ovos de galinha

A galinha põe cerca de um ovo por dia. Se ela não tiver acasalado com um galo antes de colocar o ovo, ele não terá sido fecundado e nunca será chocado. Se ela acasalou e o espermatozoide ainda estiver armazenado em seu corpo, o ovo pode ser fertilizado antes de sua casca dura ser formada. Depois do endurecimento da casca, a galinha põe o ovo em seu ninho seco e senta-se sobre ele para mantê-lo aquecido. Um ovo fecundado deve ser incubado constantemente ou nunca será chocado. Dentro da casca dura, uma gema alimenta o embrião até a sua liberação após 21 dias.

Ovos de sapo

Ao contrário das galinhas, os sapos põem ovos na água aos milhares. Antes do acasalamento, a barriga de uma fêmea se enche de ovos ainda não fertilizados e ela procura por água para acasalar e liberar os ovos. O sapo macho sobe em suas costas e fertiliza os ovos à medida que surgem no corpo da fêmea. Esses ovos, chamados de desovas do sapo, têm camadas externas gelatinosas. Eles se unem em uma moita escorregadia que flutua na água. Dependendo da raça do sapo, a fêmea pode deixar seus ovos, ficar por perto ou retornar com frequência para vigiá-los. Apesar de colocarem milhares de ovos, poucos sobrevivem dos predadores para serem chocados de 6 a 21 dias mais tarde.

Pintinho de frango

Quando o ovo de galinha está pronto para eclodir, o bebê dentro dele usa um dente especial em cima de seu bico para se libertar da casca do ovo. Quando finalmente sai -- um processo que pode demorar muitas horas --, o pintinho recém-nascido se assemelha aproximadamente ao frango adulto, mas menor. Suas penas são macias e amarelas em vez de brancas. O pintinho não tem as bordas vermelhas distintas abaixo do bico e em cima da cabeça. Enquanto ele cresce, desenvolve-se uma haste e uma crista e as penas definitivas substituem a penugem amarela. O frango atinge a maturidade após cerca de seis meses e pode viver de 7 a 15 anos, dependendo da raça.

De girino para sapo

O ovo de um sapo eclode para surgir não um sapo, mas um embrião, que se anexa a um junco na água e rapidamente se torna um girino. Depois de alguns dias ou semanas, dependendo da raça, o girino se separa da erva e nada livremente na água, comendo pequenos insetos e algas. O girino não se parece em nada com seus pais. Ele se parece mais com um peixe do que com um sapo, respirando através de brânquias e com uma longa cauda que o impulsiona através da água. Depois de cerca de cinco semanas, o sapo começa a mudar, com a pele crescendo gradualmente ao longo das guelras até que desapareçam. Pernas começam a surgir em algum momento entre seis e nove semanas e a cauda começa a encolher até desaparecer. Ao fim da semana 12 ou 16, o sapo adulto, que já respira livremente, deixa a água e pode viver de 4 a 15 anos, dependendo da raça.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível