Diferenças entre currículo cronológico e funcional

Escrito por john c. erianne | Traduzido por fabiana silva
Diferenças entre currículo cronológico e funcional

O currículo cronológico e o funcional são ferramentas-chave para chamar a atenção de um empregador em processo de seleção

Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images

O currículo é um documento que descreve resumidamente a experiência profissional e a formação relevantes de uma pessoa, e deve ser elaborado de forma a atrair a atenção de um empregador em um processo de seleção. Normalmente, ele é o primeiro item a ser analisado, antes do candidato ser selecionado para uma vaga de emprego. Se está à procura de uma nova colocação profissional, saiba que existem dois tipos principais de currículos: o funcional e o cronológico. Escolha o modelo mais apropriado para o cargo para o qual esteja se candidatando.

Outras pessoas estão lendo

Cronológico

O currículo cronológico começa listando o histórico profissional do candidato. As realizações devem ser listadas em ordem cronológica, começando com a descrição do trabalho mais recente. O ponto forte desse modelo é que ele mostra a extensão e a abrangência das realizações de um indivíduo, e é a escolha mais popular dos profissionais com um histórico sólido e desempenho consistente.

Funcional

O modelo funcional enfatiza a experiência e as habilidades específicas da pessoa, em vez de seu histórico profissional. Esse tipo de currículo é popular entre os candidatos que apresentam lacunas em sua história de trabalho ou que passaram por trabalhos variados e em diferentes áreas de atuação. Também é uma boa escolha para indivíduos recém-formados, com pouca experiência profissional e com realizações apenas em empregos não remunerados.

Principais diferenças

À primeira vista, os modelos cronológico e funcional parecem ser muito semelhantes. Ambos precisam ter as mesmas características — devem ter, no máximo, duas páginas — e são divididos em seções com subtítulos. Ao contrário do currículo cronológico, o funcional lista o histórico profissional em ordem de importância e não requer que o candidato indique as datas dos empregos anteriores. Outra diferença fundamental é que, no modelo funcional, o histórico é registrado perto do final do documento, e não no início.

Coisas a considerar

Um currículo bem elaborado deve destacar os atributos do candidato, para que os potenciais empregadores o selecione para a vaga pretendida. O modelo cronológico bem escrito traça o progresso do profissional e demonstra a estabilidade de seu histórico de empregos. Um modelo funcional bem desenvolvido destaca as habilidades e os atributos de um candidato, demonstrando seu potencial e a sua importância como um possível funcionário. O principal ponto fraco do currículo cronológico é que ele pode, muitas vezes, banalizar a experiência profissional de um indivíduo se sua experiência demonstrar pouco progresso ao longo de sua carreira. O principal ponto fraco do outro modelo é que, se ele for elaborado para esconder as lacunas profissionais ou a inexperiência do candidato, em vez de destacar seus pontos fortes, ele poderá indicar que o candidato não está qualificado para a posição pretendida. Antes de escolher qual tipo de currículo usar, o indivíduo deve primeiro decidir quais são seus atributos e ambições profissionais a longo prazo.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2015 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media