Mais
×

Diferenças entre ervas frescas e secas: valor nutricional

Atualizado em 17 abril, 2017

Atualmente, podemos ter acesso a muitas variedades de ervas. Com o aumento da eficiência dos transportes marítimos e da moderna mentalidade de consumo, especiarias antes indisponíveis agora podem ser adquiridas facilmente em qualquer mercearia.

Embora todas sejas nutritivas, há pequenas diferenças entre ervas frescas e ervas secas (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Tipos de ervas

Existem vários tipos diferentes de ervas, incluindo manjericão, orégano, tomilho, endro, cominho, manjerona, estragão, alecrim e hortelã-pimenta.

As ervas mais nutritivas

Todas as ervas possuem determinado valor nutricional, mas algumas são mais nutritivas que outras. Orégano, sálvia, hortelã, tomilho, erva-cidreira e manjerona são ricos em antioxidantes, provendo grandes fontes de nutrição.

Ervas frescas

Diretamente do jardim ou de uma horta local, ervas frescas fornecem um sabor fresco e nutrientes importantes. Óleos voláteis e flavonoides, benéficos à saúde, também estão presentes nas ervas. As frescas tendem a apresentar um sabor mais acentuado.

Ervas secas

Ervas secas são mais concentradas, então use-as na proporção de um terço da quantidade correspondente às ervas frescas. Ainda que mantenham seu sabor, ele é menos acentuado.

Diferenças entre ervas frescas e secas

Uma vez que os componentes das ervas secas são os mesmo das espécimes frescas, não há uma grande diferença no valor nutricional. No entanto, o processo de secagem extrai alguns dos óleos voláteis das plantas, eliminando uma pequena porção da nutrição e do sabor presente nas ervas frescas. Ervas secas produzidas comercialmente também podem conter alguns conservantes, o que diminui seu valor nutricional.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article