Diferenças entre Mesopotâmia & Egito antigo

Escrito por patrick hutchison | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Diferenças entre Mesopotâmia & Egito antigo
Os rios são uma das mais básicas semelhanças entre o Egito Antigo e a Mesopotâmia (river image by Bartek Jurkowski from Fotolia.com)

O Egito Antigo e a Mesopotâmia foram duas das grandes civilizações da história humana. Ambas fizeram enormes avanços científicos e culturais que afetarão para sempre nosso modo de vida. Embora diferentes em muitos aspectos, o antigo Egito e a Mesopotâmia mantém várias semelhanças importantes. Compreender como essas duas civilizações se comparam destaca as origens dos nossos sistemas sociais, políticos e culturais mais básicos.

Outras pessoas estão lendo

Período de tempo

O Egito antigo e a Mesopotâmia se desenvolveram na mesma época, entre 5000 e 6000 A.C. Esse foi um momento especialmente importante para a humanidade. Nesse ponto, a maioria dos seres humanos era pastor nômade, que se deslocava de um lugar para outro utilizando os benefícios de animais domesticados, mas não a agricultura.

Geografia

O Egito antigo e a Mesopotâmia compartilharam uma semelhança fundamental na sua geografia, o acesso às principais fontes de água doce. Para o Egito, era o Nilo e para a Mesopotâmia, os rios Tigre e Eufrates. A Mesopotâmia desenvolveu-se entre o rio Tigre e Eufrates, uma área conhecida como "Crescente Fértil". O Egito foi desenvolvido no Norte e Sul, abraçando as margens do Nilo. Ambas as áreas tinham acesso aos mares de vasto comércio através de seus rios principais. O Egito tinha o Mediterrâneo e a Mesopotâmia, o Golfo Pérsico. A geografia também desempenhou um papel na estabilidade. O Egito fazia fronteira de um lado com um mar e de outro lado com um deserto impenetrável. Isso tornava muito difícil invadir e conquistar o Egito. A Mesopotâmia era muito mais vulnerável, aberta para ser atacada na maioria dos lados.

Agricultura

Egito e Mesopotâmia foram pioneiros no uso da agricultura, possivelmente a mudança de estilo de vida mais significativa na história da humanidade. A agricultura permitiu que as tribos nômades se estabelecessem em um único lugar. Os rios de ambas as civilizações forneciam a água muito necessária para colheitas férteis. O Egito teve a sorte de ter um rio que inundava sistematicamente os bancos envolventes e tornando o solo extremamente rico. A Mesopotâmia não foi tão afortunada e tinha que se esforçar para irrigar suas terras agrícolas.

Regra

Embora a Mesopotâmia começou como uma combinação de cidades-estado, ambas as civilizações mudaram-se para uma espécie de monarquia. O Egito tinha um Faraó, um cargo transmitido de pai para filho, estabelecendo dinastias de longa duração. A Mesopotâmia tinha um rei, mas em vez de operar no legado da família, o rei era geralmente deposto por forças de invasão devido a má posição de defesa da área. Ambos os sistemas levaram à criação de classes sociais estritas que geralmente incluíam uma classe de sacerdotes, comerciantes, fazendeiros e trabalhadores braçais.

Religião

Ambas as civilizações incorporaram religiões politeístas altamente importantes. Muitas vezes a distinção entre deuses e os governantes era muito tênue. Sacrifícios eram feitos com frequência, especialmente à luz de catástrofes naturais. Apesar de seus deuses serem diferentes, muitas das suas crenças eram semelhantes, incluindo pontos de vista sobre a vida após a morte.

Escrita

A Mesopotâmia e o Egito desenvolveram sistemas de escrita avançados, que começaram como pictogramas simples e mudaram para letras avançadas. A escrita da Mesopotâmia começou como caracteres em forma, um sistema conhecido como escrita cuneiforme. O Egito originalmente usava hieróglifos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível