×
Loading ...

Diferenças entre a moda vitoriana e a eduardiana

Atualizado em 21 novembro, 2016

A era vitoriana começou em 1837, durante o reino da Rainha Vitória no Reino Unido. A moda era elegante e os estilos eram modestos, além de quentes, pesados e desconfortáveis. Embora o filho da Rainha Vitória, Eduardo VII, tenha sido o Rei de 1901 até sua morte em 1910, muitos historiadores consideram o período eduardiano estendido até 1914. Diferente da Rainha Vitória, o Rei Eduardo adorava viajar, e suas preferências eram influenciadas pela arte e o estilo da Europa Continental. Como resultado, a moda durante a era eduardiana era mais liberal que as vestimentas vitorianas.

As roupas usadas por Madonna na sua apresentação de "Vogue" pegou elementos das eras vitoriana e eduardiana (Frank Micelotta/Getty Images Entertainment/Getty Images)

A mulher vitoriana

A moda vitoriana não envolvia conforto. Corsets em forma de ampulheta comprimiam o abdome, forçando-o para baixo. Eles eram tipicamente formatados em V na linha do busto. As saias eram amplas e tinham forma de sino, feitas com linho rígido. Não era incomum para uma mulher usar seis saias de uma vez que, no total, pesavam cerca de 6,5 kg. No meio da década de 1850, porém, os aros de crinolina em forma de gaiola substituíram as pesadas saias, e no meio da era vitoriana, por volta de 1870, as azáfamas as substituíram. As mulheres vitorianas também usavam toucas liberalmente aparadas até meados de 1890.

Loading...
Os corsets eram bem apertados durante a era vitoriana, para obter a linha da cintura mais fina possível com um formato de ampulheta (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

A mulher eduardiana

Um novo formato de corset emergiu durante os últimos 10 anos da era vitoriana, e foi popular durante todo o período eduardiano. Conhecido como corset "saudável", ele permitia que as mulheres respirassem um pouco mais livremente e era desenvolvido para dar suporte e levantar o abdome. Diferente dos corsets da era vitoriana, os usados durante a era eduardiana atravessavam a linha do busto e foram desenvolvidos para forçar o peito para frente e os quadris para trás, dando ao perfil da mulher uma curva em formato de S.

As saias no início da era eduardiana tinham um formato de sino de trumpete, se alargando sobre os quadris e se estendendo na bainha. No fim deste período, porém, as saias eram mais retas, e as cinturas elevadas criaram uma nova silhueta. Os chapéus eduardianos, conhecidos como "viúva alegre", possuíam abas largas e eram enfeitados com grandes penas.

Os chapéus das mulheres ficaram maiores durante o início dos anos 1900 e costumavam ser enfeitados com penas (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Estilos das mangas das mulheres

Os vestidos e blusas tinham muitos tipos diferentes de estilo de mangas durante ambos os períodos. Os vestidos do início da era vitoriana tinham os ombros caídos, com costuras de mangas no braço superior, alguns centímetros abaixo do ombro. As mangas começaram a ficar mais justas, e depois tomaram uma forma redonda e revolta. Elas voltaram a ficar mais justas novamente logo abaixo do cotovelo, antes da extremidade acima do pulso.

A manga eduardiana típica era mais relaxada. Feita com tecido leve, elas "estufavam" levemente do joelho até o cotovelo, onde era apertadas com força com um laço. A parte de baixo da manga se alargava do cotovelo até o pulso, lembrando delicadas pregas penduradas, geralmente feitas com laços ou bordados.

Essa mulher usa um vestido com a manga típica do início do período vitoriano (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Vestimentas masculinas

A vestimenta masculina mudou levemente de uma era para a outra. Casacos com o comprimento até as panturrilhas, paletós de tweed com peito único e ternos de três partes usados abertos para revelar um colete eram estilos populares em ambos os períodos. Cartolas e echarpes eram acessórios populares também.

Durante a parte inicial da era vitoriana, os casacos dos homens eram longos, até metade da panturrilha. Mantos ou capas dramáticos também eram usados. A maioria dos estilos de casacos, como o em formato de "saco", e as camisas eram um pouco largos no corpo. No começo da era eduardiana, no início dos anos 1900, os estilos dos paletós e ternos foram atualizados com a incorporação dos elementos ainda vistos nas vestimentas masculinas atuais, incluindo cortes mais retos, especialmente para paletós e casacos. As roupas masculinas também eram desenvolvidas para ficarem mais justas ao corpo.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...