Diferenças entre protótipos alfa e beta

Escrito por jason savage | Traduzido por carolina almeida
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferenças entre protótipos alfa e beta
Muitas companhias utilizam uma abordagem conhecida como design iterativo (Chad Baker/Photodisc/Getty Images)

O processo de desenvolvimento de produto é de importância crucial para o fabricante ou desenvolvedor de software ser bem sucedido. Ele deve ser projetado para facilitar o desenvolvimento da melhor forma possível ao mesmo tempo em que inclui testes suficientes para garantir um produto final livre de problema. Muitas companhias utilizam uma abordagem conhecida como design iterativo, no qual os protótipos são usados ​​como base para o desenvolvimento subsequente.

Outras pessoas estão lendo

Design interativo

O design iterativo é o processo de desenvolvimento de um novo produto, um dispositivo ou software através de uma série de estágios pré-planejados onde cada estágio é caracterizado por uma versão nova e mais desenvolvida do produto, chamado de protótipo. Tradicionalmente, as duas primeiras interações principais do produto são denominado de protótipo "alfa" e "beta". Esse termo é usado tanto em desenvolvimento de hardware como de software.

Protótipo alfa

O processo de desenvolvimento começa com a "prova de conceito". Nesse ponto, os engenheiros e designers determinam se a ideia do produto é possível. Uma vez que se estabelece seu potencial de forma positiva, é produzido um protótipo alfa, que é a primeira versão construída do produto e não se destina a ser completamente funcional. Muito pelo contrário, ele é usado principalmente para testes que ajudam a estabelecer a direção das iterações futuras, eliminando recursos inviáveis ​​e aspectos de design iniciais. Os elementos que sobrevivem a esse estágio são passados ​​para a outra fase, normalmente conhecida como fase beta.

Protótipo beta

Um protótipo beta, embora ainda não esteja totalmente operacional ou pronto para a produção, é uma versão mais ou menos funcional do produto, com base em descobertas e decisões tomadas durante a fase alfa. No entanto, geralmente ainda há defeitos e problemas de design a serem trabalhados. Por exemplo, os engenheiros projetam uma placa de circuito para uma determinada máquina e, muitas vezes, usam um protótipo beta para realizar testes em situações reais simuladas, fazendo anotações cuidadosas de todos os problemas encontrados. Esses problemas são analisados ​​e tratados até que um protótipo beta seja produzido de forma totalmente funcional. Ele então é utilizado como base para as fases finais de desenvolvimento.

Diferenças de desenvolvimento de hardware e software

Ambos os mundos de desenvolvimento de software e eletrônicos empregam práticas de design interativo, mas de maneiras um pouco diferentes. Por exemplo, durante a fase beta do ciclo de produção de software, o desenvolvedor geralmente distribui o software para um grupo de testadores beta cuja avaliação é parte integrante do produto final. Isso geralmente é inviável no mundo do hardware, onde as iterações dos protótipos são desenvolvidas por uma equipe de engenheiros, utilizando um ciclo de produção cuidadosamente concebido para garantir transições suaves entre os estágios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível