As diferenças entre um pulmão saudável e um doente

Escrito por contributing writer | Traduzido por ricardo schweitzer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As diferenças entre um pulmão saudável e um doente
Problemas de pulmão podem prejudicar muito a qualidade de vida (Medioimages/Photodisc/Digital Vision/Getty Images)

Os seres humanos possuem dois pulmões, cada um medindo entre 25 e 30 centímetros de comprimento. Sua principal função é realizar a respiração, transportando o oxigênio para o corpo e exigindo o mínimo de esforço do indivíduo quando saudável. Pulmões sofrendo com doenças ou condições médicas não só prejudicam a respiração normal, mas também trazem diversos outros problemas ao paciente.

Outras pessoas estão lendo

Significância

Um pulmão saudável trabalha mais quando o corpo precisa de mais ar, e diminui seu funcionamento quando o organismo está descansado. Um pulmão com doenças inibe a respiração.

Pulmões saudáveis

Um adulto normal respira 20.000 vezes por dia, em média, o que significa entre 15 e 20 respirações por minuto. Pulmões saudáveis conseguem acompanhar esse ritmo sem problemas, mas um pulmão com doenças pode carregar condições como asma, bronquite crônica e enfisema, todas essas prejudicando seu funcionamento normal. Infecções como influenza, pneumonia e tuberculose também podem afetar os pulmões.

Identificação

Fumo, bactérias, vírus e poluição do ar podem causar doenças no pulmão. Uma tosse crônica, respiração ofegante, muco crônico, sibilos, tosses com sangue e dores nos peitos podem ser sintomas de problemas nos pulmões. Uma pessoa com o pulmão saudável respira de forma livre e clara.

Exames

Raio-X de tórax, tomografia computadorizada e ressonância magnética são exames utilizados para detectar doenças nos pulmões, podendo revelar áreas suspeitas, nódulos e irregularidades. Imagens mostram claramente a diferença entre um pulmão saudável, inflado e rosado, e um doente, que parece encolhido, escuro e gasto.

Considerações

Mais de 25% dos pacientes diagnosticados com câncer de pulmão não apresentam nenhum sintoma imediato ou externo. Mudanças na respiração, tosse persistente, dor e/ou perda de peso devem ser motivos para uma visita ao médico. Não-fumantes também podem adquirir câncer de pulmão e qualquer mudança na saúde do paciente deve ser avaliada.

Prevenção/solução

Métodos para manter a saúde do pulmão e livrá-los de doença incluem parar de fumar, realizar exercício físico, evitar a inalação de produtos químicos fortes, fumaça e poluição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível