Diferenças entre serigrafia e tipografia

Escrito por cece evans | Traduzido por gabriela drumond
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferenças entre serigrafia e tipografia
Impressão tipográfica é uma tecnologia anciente para impressão de textos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Serigrafia e tipografia são duas formas de gravura. A impressão tipográfica é mais velha -- pelo menos na Europa --, inventada por Johannes Gutenberg em meados do século 15; embora o primeiro processo do tipo serigráfico remonte à dinastia Shang na China (séculos 10 ao 13), ela não apareceu na Europa até o final de 1800.

Outras pessoas estão lendo

Processo tipográfico

A tipografia é um processo de gravura do tipo de relevo, o que significa que a tinta adere a superfícies elevadas -- como um carimbo de borracha -- antes do gravador aplicar o papel em cima dos blocos de tipografia com tinta e passar os dois através de uma prensa. A impressão tipográfica é um processo árduo e demorado, já que o operador organiza os blocos de texto letra por letra antes de ter uma chapa cheia, a partir da qual imprime uma página.

Uso da tipografia

Apesar de impressoras e jornais terem usado a tipografia por séculos -- para reproduzir jornais, livros, panfletos e cartazes --, tecnologias mais rápidas e eficientes têm empurrado a tipografia para fora do uso em massa. No entanto, muitos artistas e gravadores ainda usam tipografia para artesanato e projetos artísticos, especialmente para impressão de livros estacionários e livros de artista. Técnicas de tipografia ainda são ensinadas em inúmeras escolas e estúdios de grupo, incluindo o Center for the Book Arts, de Nova York, e o Black Rock Press, de Seattle.

Fundamentos da serigrafia

A serigrafia envolve um processo muito diferente da tipografia. Com a serigrafia, a tinta é empurrada através de uma tela de seda esticada e, em seguida, impressa numa folha de papel. Para fazer uma imagem, gravuristas esticam uma tela de seda sobre um quadro e, então, bloqueiam as áreas onde não querem que a tinta passe (isso pode ser feito usando um gel que endurece).

Usos da impressão serigráfica

Andy Warhol popularizou a serigrafia na década de 1960 com suas gravuras de Marilyn Monroe, logos publicitários, gravuras de Jackie Kennedy e de fotografias de imprensa. Gravuristas, agora, usam a forma de várias maneiras, de impressões de arte a cartazes e camisetas. Custa pouco e as telas e gravuras podem ser montadas e feitas em casa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível