Diferenças entre tinta óleo e tinta alquídica

Escrito por cindi pearce | Traduzido por mariana silva gray
Diferenças entre tinta óleo e tinta alquídica
As tintas alquídicas melhoraram muito nos últimos anos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Uma das principais diferenças entre tintas alquídicas e com base em óleo é que a alquídica pode ser retirada com água e sabão enquanto ainda estiver molhada, já a tinta a óleo precisa de diluentes (aguarrás mineral) para ser removida. As tintas alquídicas foram aperfeiçoadas nos últimos anos e não ficam mais amareladas, como acontece com a tinta a óleo, além de conterem menos compostos orgânicos voláteis (COVs), que são perigosos para o meio ambiente. A tinta com base em óleo é inflamável, pois possui destilados do petróleo em sua composição, que é outra palavra para o diluente de tintas. Esse tipo de tinta libera COVs, que podem ser perigosos para sua saúde.

Óleo na água

A tinta alquídica é feita de óleo encapsulado na água, enquanto a tinta à base de óleo é feita de óleo de linhaça e pigmento ou partículas de cores. As cores na tinta óleo são preparadas no óleo de linhaça ou em outro tipo de óleo, o que faz com que a substância endureça ao ser exposta ao ar.

Nova versão

Geralmente, as tintas alquídicas são baseadas em óleo, mas agora estão disponíveis versões de tinta emulsão alquídica com base em água, que é sustentável e não contém muitos COVs (compostos orgânicos voláteis), observa o site Difference Between. As resinas alquídicas estão no mercado desde 1960, mas a tinta alquídica à base de água feita de óleo de soja é uma invenção relativamente nova. Ela é também amiga do meio-ambiente, pois é feita de um recurso renovável (soja) e é limpa e com baixo teor de COVs. Essa tinta também seca mais rápido do que uma tinta óleo.

Componentes

A tinta alquídica à base de água consiste de uma mistura de óleo e água, sendo ainda assim uma tinta à base de óleo em certos pontos. Ela também é bastante espessa, não sendo necessário o uso de um primer antes de sua aplicação. Esse tipo de tinta esconde bem os problemas das paredes.

Desvantagens

As desvantagens da tinta alquídica, quando ela é baseada em óleo, e da tinta à base de óleo padrão são o cheiro ruim e os vapores liberados ou COVs (compostos orgânicos voláteis); elas também são difíceis de serem removidas após o uso. Essas tintas produzem materiais perigosos ao serem descartadas e não são tão resistentes quanto às tintas látex, sendo mais difíceis de serem aplicadas às superfícies devido a sua consistência mais pesada. As tintas à base de óleo também demoram mais para secar, se comparadas às tinta látex.

Características

A tinta à base de óleo se torna quebradiça com o tempo e resulta em descamação e rachaduras, diferentemente da tinta acrílica que permanece flexível. As tintas alquídicas são duráveis, mais resistentes e boas para um trabalho de acabamento interno, mas muitas pessoas preferem o látex para esse tipo de uso, já que a tinta látex evoluiu imensamente nos últimos anos e funciona bem nessa capacidade. As tintas alquídicas ou à base de óleo tendem a amarelar com o tempo e ter um odor ruim, mas são fáceis de serem removidas.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível