Como diferenciar transistores de silício e de germânio

Escrito por j.t. barett | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como diferenciar transistores de silício e de germânio
Um testador de transistores pode diferenciar uma peça de germânio de uma de silício (transistors image by Claudio Calcagno from Fotolia.com)

A indústria de eletroeletrônicos fabricava os primeiros transistores com germânio, adotando posteriormente o silício, que funciona melhor. Caso esteja fazendo reparos em equipamentos antigos e tenha de descobrir se certos transistores são feitos de germânio ou silício, olhe primeiramente o número da peça. Se nele não houver indicações claras, remova o transistor do circuito e conecte-o a um testador para medir a corrente de fuga. Caso elas sejam superiores a 10 microamperes, o transistor provavelmente é feito de germânio. Se for menor, ele é feito de silício.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Lupa
  • Pavio de solda ou uma bomba de dessolda
  • Solda para equipamentos eletrônicos
  • Ferro de solda de 15 a 35 watts
  • Testador de transistores
  • Papel e lápis

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Desligue o circuito e desconecte-o da tomada. Abra o equipamento eletrônico e encontre os transistores a serem analisados. Em seguida, leia o número das peças com a lupa. Transistores de germânio têm um numeral que começa com duas letras, sendo a primeira delas um "A". Se começar com "B", o transistor será de silício. Caso isso não possa ser feito, ou os caracteres estejam ilegíveis, prossiga para o próximo passo.

  2. 2

    Aqueça as soldas do transistor com um ferro de solda e remova-a com o pavio ou a bomba, tomando cuidado para não superaquecê-lo. Anote, em um pedaço de papel, a localização onde os cabos do transistor se conectavam ao circuito e retire-o. Em seguida, ponha-o no testador e realize um teste em cada pino.

  3. 3

    Ligue o testador e puxe a alavanca seletora por todas as permutações de conexão. Após algum tempo, o aparelho irá indicar se o transistor funciona bem, sua polaridade --PNP ou NPN-- e mostrar uma corrente de fuga. Alguns testadores poderão até mesmo indicar se ele é feito de silício ou germânio. Se não é o caso de seu aparelho, lembre-se que uma corrente de fuga de menos de 10 microamperes indica a presença de silício, e se ela for maior, a peça foi fabricada com germânio.

  4. 4

    Recoloque o transistor no circuito cuidadosamente, utilizando a menor quantidade de calor possível no processo. Consulte suas anotações para posicionar a peça corretamente.

Dicas & Advertências

  • Pode ser que o testador seja capaz de determinar de que material o transistor é feito sem que para tal seja necessário removê-lo do circuito. Para ter certeza, olhe o manual.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível