×
Loading ...

O dilema do bisturi: a cirurgia plástica é para você?

A obsessão da sociedade moderna pela beleza levou a um grande aumento das cirurgias plásticas pelo mundo todo. De modo geral, as cirurgias plásticas são indicadas para pacientes que precisem corrigir más formações genéticas ou para reconstruir partes do corpo danificadas por alguma doença ou grave acidente. Mas há quem recorra às cirurgias plásticas por motivações estéticas das mais variadas possíveis, que podem ir desde cirurgias simples do nariz até intervenções mais complexas. Mas, como qualquer outro procedimento cirúrgico, ela oferece riscos. Por isso, é preciso conhecer bastante sobre o tipo de cirurgia que será realizada e a real necessidade de se submeter à intervenção cirúrgica.

A obsessão com a beleza leva muitas mulheres a procurar a cirurgia plástica (Getty Images)

Incômodo com o próprio corpo

O Brasil ocupa o segundo lugar no mundo em número de cirurgias plásticas estéticas, perdendo apenas para os Estados Unidos. Os motivos que levam os brasileiros a procurar uma cirurgia plástica são os mais variados possíveis. De modo geral, a cirurgia cosmética é motivada por alguma queixa ou incômodo do paciente sobre o próprio corpo. Entre os procedimentos mais comuns está a lipoaspiração e o aumento das mamas (silicone), o que indica que muitas brasileiras estão insatisfeitas com o próprio peso e com o tamanho dos seios.

Loading...

Procurar um médico de confiança

Sentir-se incomodado com o próprio corpo é uma situação desagradável. No entanto, antes de procurar a cirurgia como primeira opção, o ideal é consultar um médico de confiança, a fim de verificar que outras medidas podem ser tomadas. A cirurgia deve ser em último caso. O problema é que muitas pessoas estão obcecadas com um ideal de beleza e perfeição que está longe da realidade. É preciso compreender se o paciente superestima a cirurgia plástica. Caso contrário o paciente pode se desapontar com os resultados. Se a decisão pela cirurgia for tomada, o próximo passo é encontrar uma equipe médica capacitada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Doenças crônicas e herediátias

Depois que a decisão for tomada, é imprescindível realizar todos os exames que antecedem a cirurgia. Outro cuidado que as pessoas devem ter antes de se decidir pela cirurgia plástica é verificar se têm alguma doença crônica ou hereditária. Isso porque elas podem trazer maiores riscos, dependendo da cirurgia que será realizada. Pacientes com problemas cardíacos ou diabetes, por exemplo, devem ser acompanhados com cuidados especiais durante o procedimento de cirurgia plástica. Por isso, durante os exames preparatórios, o paciente não deve omitir nenhuma informação do médico.

Idade e pós-operatório

De modo geral, não há restrição de idade para as cirurgias plásticas. A prática, porém, não é recomendada em adolescentes de até 16 anos, já que o corpo está passando por muitas mudanças. Já quanto aos idosos, não há qualquer tipo de restrição. Mais do que a idade, o fator limitante de qualquer cirurgia é o estado de saúde geral do paciente. Outra dúvida que deve ficar esclarecida para potenciais candidatos à cirurgia é que eventualmente pode haver dores durante o pós-operatório. Toda cirurgia é estressante para nosso organismo. O pós-operatório é um período delicado, no qual deve-se tomar certos cuidados com a alimentação e com a disciplina. O tempo de recuperação varia de pessoa para pessoa.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...