Mais
×

Como diminuir a dor no nervo ciático sem cirurgia

Atualizada February 21, 2017

O nervo ciático vai do final da espinha até a parte de trás das pernas, sendo que um machucado nesse nervo pode gerar vários sintomas, como formigamento, dormência e dor. Existem diversas maneiras de curar a inflamação no ciático e algumas vítimas desse problema levam em consideração uma cirurgia. Porém, o procedimento geralmente é recomendado como último recurso.

Instruções

Compressas frias, quentes e exercícios leves podem diminuir as dores (Pixland/Pixland/Getty Images)
  1. Limite as atividades e cure o nervo ciático; cair em cima das nádegas pode machucá-lo e causar dor. Nesse caso, o incômodo e a dormência geralmente desaparecem assim que o ferimento é curado. Evite atividades intensas até que a dor diminua.

  2. Controle a nevralgia com temperaturas frias. Use uma compressa de gelo ou um pano frio para aliviar a dor no nervo ciático. Coloque o objeto nas áreas doloridas diversas vezes ao dia em intervalos curtos de dez a 20 minutos.

  3. Mude para a terapia quente e atenue a dor se não houver resultados na fria. Tome um banho morno ou use uma bolsa de água quente para reduzir a inflamação e eliminar a dor ciática.

  4. Use medicamentos anti-inflamatórios que não precisem de receita médica. Diminua a dor no nervo ciático com esses remédios destinados a reduzirem a inflamação. Boas opções incluem aspirina, acetaminofeno e ibuprofeno.

  5. Tome uma injeção de esteroides. Em casos crônicos, os médicos podem recomendar injeções de cortisona para aliviar a dor ciática. Se sua condição não melhorar com o tratamento caseiro, discuta outras opções com um médico.

  6. Considere fazer fisioterapia que, bem como o cuidado quiroprátiico e exercícios leves (natação e alongamento), ajuda a atenuar a compressão do nervo e a fortalecer os músculos fracos. A movimentação regular também reduz a inflamação.

Coisas Necessárias

  • Compressa de gelo
  • Bolsa de água quente
  • Analgésicos
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article