Mais
×

Dinâmicas de grupo sobre liderança e delegação

Os líderes eficientes analisam problemas, determinam uma orientação estratégica e ajudam os seus subordinados a superar obstáculos para alcançar os objetivos da empresa. Aprender como delegar tarefas envolve praticar meios de garantir que os funcionários tenham as habilidades e o conhecimento necessários para desempenhar funções e depois associar esses empregados a obrigações. Ao delegar tarefas táticas a subordinados capazes, os líderes liberam o seu próprio tempo para poderem se concentrar em atividades estratégicas. O desenvolvimento de oficinas de liderança geralmente oferece atividades de grupo para discutir estudos de caso e praticar habilidades.

Oficinas de liderança oferecem atividades de grupo que ajudam os gerentes a desenvolver habilidades de delegar tarefas e apoiar os subordinados (Martin Barraud/OJO Images/Getty Images)

Objetivos da aprendizagem

As dinâmicas interativas em grupo permitem aos participantes da oficina de desenvolvimento da liderança aperfeiçoar as suas habilidades de delegar. Depois de finalizar o workshop, eles têm a capacidade de selecionar o funcionário certo para uma função, apoiar um subordinado e monitorar o progresso de maneira eficaz. Os líderes reduzem o seu próprio estresse e volume de trabalho ao atribuir obrigações a empregados hábeis. Permitir que os funcionários assumam novas responsabilidades também contribui para o aprendizado e o desenvolvimento deles.

Avalie habilidades atuais

As oficinas de desenvolvimento da liderança geralmente incluem discussões em grupo sobre os benefícios de delegar. Por exemplo, os gerentes descrevem por que atribuir tarefas a outras pessoas ajuda a concluir o trabalho de maneira eficiente, em vez de fazer todas as obrigações eles mesmos para não incomodar os subordinados com atividades entediantes e repetitivas. Ao usar questionários como alguns disponíveis on-line, que avaliam o quão bem os gestores delegam, os participantes respondem perguntas, calculam suas notas e comparam os resultados. Eles discutem como atribuir responsabilidades eficientemente ao definir uma situação claramente e ao motivar os subordinados a se mobilizarem rapidamente para concluir o trabalho.

Pratique com cenários

Uma vez que a delegação pode ocorrer de acordo com uma tarefa, um projeto ou uma função, os participantes do treinamento de desenvolvimento da liderança precisam aprender a reconhecer as situações em que é útil atribuir autoridade a um funcionário competente. Na oficina, eles descrevem suas experiências pessoais, ambas as boas e as ruins, com a atribuição de obrigações a subordinados. Por exemplo, um facilitador divide o grupo em pares. Uma pessoa descreve uma situação, como a preparação de um relatório, o agendamento de uma reunião ou a realização de uma pesquisa. O outro sujeito lista os passos sugeridos que são exigidos para delegar o trabalho de modo eficaz, elimina a confusão e encoraja a inovação. Depois de 15 minutos, os pares discutem o resultado e depois trocam os papéis e repetem o exercício.

Prepare listas

Os gestores geralmente não devem delegar o planejamento de tarefas, as avaliações de funcionários ou reuniões complexas com clientes. Com a orientação de um facilitador, os participantes de oficinas de desenvolvimento da liderança criam listas para analisar o trabalho, determinar as habilidades necessárias para realizar trabalhos e associar funcionários a essa tarefa. Eles usam essa listagem no seu emprego para gerenciar as funções eficientemente e garantir que estão delegando os tipos certos de obrigações. Os participantes também discutem os tipos capacidades técnicas, interpessoais e de resolução de problemas que são exigidas para desempenhar tarefas típicas. A lista deve ajudar os usuários a definir os trabalhos, projetos ou funções e a extensão da responsabilidade. Os critérios para ser bem-sucedido e o cronograma para que tudo seja finalizado também devem ser listados, assim como uma relação de recursos de apoio.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article