DIU e dores abdominais agudas

Escrito por lillian downey | Traduzido por samuel silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O DIU (dispositivo intrauterino) é uma opção de controle de natalidade a longo prazo para as mulheres que gostariam de evitar gravidez por um período de tempo prolongado. Um pequeno dispositivo intrauterino em forma de T é inserido no útero da mulher através da vagina durante uma visita curta do médico. Dependendo do tipo de DIU, ele pode ser usado por cinco ou dez anos. Para uma pequena percentagem de mulheres, o DIU pode levar a complicações graves. Muitas dessas complicações podem causar dor abdominal aguda e devem ser imediatamente avaliadas pelo seu médico.

Outras pessoas estão lendo

Doença inflamatória pélvica

O DIU implica um risco de doença inflamatória pélvica. A doença inflamatória pélvica pode causar infertilidade, e se não for tratada em tempo suficiente, pode levar à morte. De acordo com a Planned Parenthood, as mulheres que podem ter ou que recentemente tiveram uma infecção sexualmente transmissível devem adiar a colocação de um DIU até que a infecção tenha desaparecido completamente. A doença inflamatória pélvica muitas vezes não apresenta sintomas até que esteja em seu estágio avançado, onde podem ocorrer dores abdominais agudas. Os exames ginecológicos regulares e a verificações de DST podem ajudar a prevenir a condição.

Inserção

Em casos muito raros, o DIU pode ser inserido no tecido ao redor do útero. Quando isso acontece, eles não protegem contra a gravidez e podem levar a dor abdominal, dependendo de onde e quão profundamente eles foram inseridos. Em muitos casos, a cirurgia é necessária para a remoção do DIU.

Perfuração

Outra complicação do DIU que pode levar à dor abdominal é a perfuração. Isso ocorre quando um ou mais lados do DIU picam através do útero ou do tecido circundante. Isso pode levar à perfuração de órgãos nas proximidades. Embora ocorra em menos de 1% das usuárias do dispositivo, a perfuração pode ser culpada pela dor abdominal aguda. Essa condição é reparada com cirurgia.

Cistos

De acordo com o Centers for Disease Control, cerca de 20% das mulheres com DIU desenvolvem cistos ovarianos benignos. Os médicos e cientistas não sabem exatamente por que isso acontece. A maioria das mulheres não sabem que têm esses cistos e eles não causam qualquer ameaça à fertilidade futura. Mesmo que geralmente não causem sintomas e desapareçam por conta própria, para algumas mulheres, esses cistos podem causar dor abdominal. Os médicos podem tratá-los e, em casos extremos, removê-los cirurgicamente.

Gravidez ectópica

Há atualmente uma pesquisa que suporta tanto que o DIU está ligado a um aumento na gravidez ectópica e quanto ele não está. As fontes da Planned Parenthood apontam um aumento do risco de gravidez ectópica, enquanto os pesquisadores da University of Maryland Medical Center citam que o DIU realmente diminui as chances dessa condição. De qualquer maneira, a gravidez ectópica é uma condição de risco de morte em que um óvulo fertilizado cresce na trompa de Falópio em vez de desenvolver-se no útero. As dores abdominais cortantes são um dos sintomas, e se não for tratada, a trompa de Falópio pode romper, provocando hemorragia interna, infecção e morte.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível