Doenças comuns em gatos da raça Angorá Turco

Escrito por sue mccarty | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doenças comuns em gatos da raça Angorá Turco
Os gatos Angorá Turco são propensos a uma variedade de problemas de saúde (white angora cat glaring image by Stephen Orsillo from Fotolia.com)

O gato Angorá Turco - cujo nome veio de Angorá, que já foi a capital da Turquia - é uma raça antiga que era muito apreciada por sultões turcos devido a sua longa pelagem de coloração branca. No final do século XIX, a raça havia se extinguido na Europa e na América do Norte por causa de cruzamentos consanguíneos. Porém, desde 1917, o governo da Turquia tem promovido o cruzamento de exemplares de raça pura no zoológico de Ankara. Essa raça ainda é bastante estimada por amantes de gatos, mas é propensa a várias doenças hereditárias graves.

Outras pessoas estão lendo

Surdez hereditária

Surdez é um mal comum em Angorás Turcos, entretanto todos os gatos brancos de olhos azuis são propensos a esse problema. Os Angorás com um olho azul e um verde ou amarelo podem também perder a audição, mas apenas no lado em que o olho é azul. Um gato total ou parcialmente surdo se adaptará bem à situação, aprendendo a interpretar vibrações ao invés de sons. Os gatos com problemas de audição aprendem a utilizar melhor seus sentidos visuais e olfativos.

Linfoma

O linfossarcoma ou linfoma é um câncer que envolve o sangue e o sistema linfático, que são importantes para o sistema imune do animal. Os tecidos linfáticos no baço, trato gastrointestinal, fígado, pele e linfonodos podem ser afetados. Os sintomas incluem tosse, problemas respiratórios, vômitos, diarreia ou constipação, fraqueza e/ou perda de apetite. O sangue nas fezes ou na urina, bem como inchaço nos linfonodos do pescoço podem ser observados. Embora cirurgias, quimioterapia ou radioterapia sejam possíveis, esses tratamentos irão apenas retardar a progressão da doença, gatos que moram com fumantes também são propensos a essa doença.

Doenças comuns em gatos da raça Angorá Turco
O linfoma ataca o sistema imune do gato (white cat image by Elsehsah from Fotolia.com)

Cardiomiopatia hipertrófica

A cardiomiopatia hipertrófica felina, ou HMC, é uma doença cardíaca hereditária que causa o enrijecimento dos septos do músculo do coração, o que interfere em sua capacidade de bombear sangue. Os sintomas, que podem ou não se manifestar, incluem falta de apetite, perda de peso, tosses ou engasgos, letargia e problemas respiratórios. Os gatos em um estágio avançado da doença apresentam corrimento nasal, respiração rasa e ofegante e gengivas pálidas. Outro sintoma grave é a paralisia súbita das pernas traseiras, que poderia ser um indício de um coágulo de sangue nas costas. Esse sintoma requer cuidados veterinários imediatos. Se diagnosticada no início, a doença pode ser tratada clinicamente, com um prognóstico de até cinco anos ou mais. Os gatos que já sofrem de insuficiência cardíaca podem sobreviver por até dois anos. Até mesmo os gatos que foram acometidos de trombose já viveram por até dois anos, apesar de o prognóstico ser geralmente ruim.

Ataxia

A ataxia é uma doença neuromuscular fatal conhecida por afetar apenas filhotes de Angorá Turco. Os sintomas começam aproximadamente nas quatro primeiras semanas de vida, com tremores e um andar descoordenado e instável que se desenvolve rapidamente em uma completa falta de controle de músculos voluntários. Existem três formas distintas de ataxia: a ataxia cerebelar é causada pela área do cérebro que controla a coordenação e o equilíbrio, resultando em um andar semelhante a uma marcha. A ataxia vestibular ataca o ouvido interno e os nervos adjacentes, o que causa constantes inclinações da cabeça, andar em círculos e quedas frequentes. A ataxia sensorial afeta o cérebro, a medula espinhal e os nervos adjacentes, fazendo com que o gato tente se equilibrar andando com suas pernas bem abertas. A ataxia pode também ser o resultado de um desenvolvimento genético anormal do cérebro. Não há nenhum tratamento ou cura para essa doença, que sempre é fatal.

Doenças comuns em gatos da raça Angorá Turco
A ataxia é uma doença mortal que afeta filhotes de Angorá Turco (White Kitten image by Karl Keller from Fotolia.com)

Luxação da patela

A luxação da patela é causada pela má formação dos ossos da articulação do joelho, permitindo que a patela se desloque de sua posição constantemente. Essa é uma doença congênita que afeta particularmente os Angorás Turcos. Em casos graves, a patela pode ficar permanentemente deslocada. De acordo com o PetMedsOnline.org, casos leves da doença devem ser examinados por um veterinário. Em casos graves, pode ser necessária uma cirurgia para pôr a articulação no lugar antes que ela se estabilize. Como não há prevenção para esse problema congênito, os filhotes devem ser examinados por um veterinário antes da adoção ou compra e os gatos adultos afetados não devem ser acasalados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível