Que doenças você pode pegar de cupins?

Escrito por kim norton | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que doenças você pode pegar de cupins?
Cupins não picam nem mordem (termites image by Christophe Fouquin from Fotolia.com)

O cupim é um inseto alado de seis patas que faz ninhos e subsiste em vários tipos de madeira. Existem quatro tipos de cupins nos Estados Unidos: de madeira úmida, seca, subterrâneos e de Formosa. Nenhum é considerado carreadores de doenças ou enfermidades.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Cupins de madeira úmida infestam madeira molhada ao ar livre; os de madeira seca fazem ninhos em edifícios, os subterrâneos atacam árvores e fundações de casas. Os cupins de Formosa, ou "super cupins", são uma espécie agressiva que mastiga madeira, plástico, gesso e, até mesmo, cobre fino e chumbo leve, de acordo com site de controle de pragas Facts.org.

Doenças de cupins

Nenhuma doença específica foi jamais ligada aos cupins ou suas infestações, de acordo com o site Termite.com. O site também diz que os cupins não podem morder ou picar.

Asma e alergias

Embora as infestações de cupins não causem doenças, elas podem causar graves reações alérgicas ou ataques de asma, de acordo com o site Termite Institute.com. Os sistemas de aquecimento e ventilação podem expor poeira e partículas de ninhos de cupins.

Ninhos de cupins

Os cupins criam ninhos cimentando solo e madeira, com sua saliva e fezes. A exposição a partículas, saliva e fezes de ninhos de cupins pode desencadear alergias e asma, de acordo com Facts.org.

Doenças de pesticidas

Doenças podem ser causadas pela exposição a produtos químicos usados ​​em pesticidas contra cupins. De acordo com o site Chem-Tox.com, muitos lares americanos tratados antes de abril de 1988 pelo pesticida, agora proibido, clordano, permanecem contaminados.

Doenças do clordano

O clordano ainda é contaminante de cerca de 30 milhões de casas tratadas nos Estados Unidos, de acordo com Chem-Tox.com. A exposição à substância pode contribuir para doenças como câncer, neuroblastoma, leucemia, infecções crônicas, bronquite, asma, sinusite, infertilidade e distúrbios neurológicos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível