Doenças emergenciais em gatos

Escrito por missy zane | Traduzido por mariana mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doenças emergenciais em gatos
Saber os sinais de uma emergência médica pode salvar a vida do seu gato (cat image by nutech21 from Fotolia.com)

Machucados, envenenamento e complicações de doenças podem causar emergências médicas em gatos. Saber os sinais de uma emergência e estar preparado para agir rapidamente e com calma, pode salvar a vida do seu gato. Saber o caminho mais rápido para a clínica veterinária, assim como o telefone da clínica que tiver a ficha médica do seu gato, vai poupar tempo se você precisar chegar com emergência ao local.

Outras pessoas estão lendo

Obstrução do trato urinário

Em um gato macho, uma obstrução do trato urinário é uma emergência de risco de morte. "Se a obstrução continuar nem que seja por alguns dias, a toxina vai se acumular e resultar em morte", disse a veterinária Wendy C. Brooks, diretora educacional da VeterinaryPartner.com. Sinais de que seu gato está com obstrução incluem a passagem mínima ou nula de urina, o choro na caixinha de areia, urinar fora da caixa e lambidas excessivas no orifício urinário.

Envenenamento

Os sintomas de envenenamento - incluindo vômito, cambalear ou tropeçar, dificuldade para respirar e confusões - podem não aparecer por horas, ou até mesmo dias, de acordo com os veterinários da PetPlace.com. Se você suspeita que seu gato ingeriu ou inalou alguma substância tóxica, contacte seu veterinário imediatamente.

Trombose

Trombose, ou um coágulo que bloqueie a alimentação do sangue até as patas traseiras, é uma complicação dolorosa de doenças coronárias em gatos. De acordo com os veterinários da New England Animal Center, os sintomas incluem paralisia, fraqueza ou falta de pulso nas pernas dianteiras, leitos ungueais azuis, dificuldade respiratória ou respiração ofegante.

Insuficiência cardíaca congestiva

Sinais de insuficiência cardíaca congestiva, ou acúmulo de fluido nos pulmões do gato, incluem letargia, baixa do nível de atividade, respiração difícil ou ofegante e pela boca, de acordo com doutores da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Washington. Se seu gato estiver respirando com a boca aberta, ele precisa de cuidado médico urgente.

Asma

Tosse e respiração ofegante são os principais sinais de asma em gatos. A asma torna-se uma emergência médica quando as vias áreas se tornam tão contraídas que o gato respira de boca aberta, de acordo com a veterinária Susan Little, da Winn Feline Foundation (uma organização sem fins lucrativos que financia pesquisas para melhorias na saúde felina). Um gato respirando com a boca aberta precisa de cuidado médico imediato.

Lipidose hepática

Lipidose hepática, ou doença do fígado gordo, ocorre quando um gato para de comer ou perde peso muito rapidamente. Os sintomas incluem icterícia, náusea e perda do apetite. "A sobrevivência e recuperação da lipidose hepática é conquistada 90% através de apoio nutricional", disse Dr.Brooks. "Sem apoio nutricional agressivo, a maioria dos gatos morrem".

Hipoglicemia

A hipoglicemia severa, ou baixo nível de açúcar no sangue, pode ser uma emergência médica para um gato diabético. Os sintomas da hipoglicemia severa incluem convulsões e perda de consciência. Além disso, outros sinais de aviso que a taxa de açúcar no sangue de um gato está começando a cair rapidamente são: apetite voraz repentino, calafrios, fraqueza ou letargia, dificuldade de enxergar, cambalear, andar em círculos ou "agir como se estivesse bêbado", mudanças nos movimentos da cabeça e do pescoço, inquietude, miados urgentes e agressividade, escreve a veterinária Debra Primovic para o site PetPlace.com.

Cetoacidose diabética

Cetoacidose diabética, ou a acumulação de cetonas no corpo do gato, pode ser também uma emergência com risco de vida em gatos diabéticos. De acordo com a Dra. Primovic, sinais da cetoacidose incluem hálito com cheiro de fruta ou acetona, ingestão de quantidades de água excessiva ou redução drástica desta ingestão, urina excessiva, falta de apetite por mais de 12 horas, vômito, letargia, depressão, fraqueza, respiração rápida e desidratação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível