Mais
×

Doenças neurológicas em felinos

Atualizado em 19 julho, 2017

As desordens neurológicas felinas podem ser causadas por ferimentos, doenças ou problemas congênitos. Se seu gato estiver tendo convulsões, mudanças de comportamento, fraqueza ou paralisia repentinas, seu veterinário fará exames neurológicos nele. Reflexos, controle muscular e andadura serão examinados. Sangue, urina e fluido cerebrospinal serão mandados para testes laboratoriais e, em alguns casos, uma ressonância magnética será pedida. Uma vez que a causa seja determinada, será iniciado o tratamento.

As desordens neurológicas felinas podem ser causadas por ferimentos, doenças ou problemas congênitos (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Epilepsia

A epilepsia é uma desordem neurológica que causa convulsões. Durante uma convulsão, seu gato pode se debater, sofrer contrações musculares, urinar ou defecar involuntariamente, salivar ou perder a consciência. Não é algo doloroso, mas deve-se evitar que o animal se machuque. Não tente manuseá-lo ou segurá-lo durantes ataques de epilepsia.

Síndrome da hiperestesia felina

A síndrome da hiperestesia felina é uma desordem neurológica com origem desconhecida. Ela causa comportamentos incomuns e, algumas vezes, obsessivos como pele encrespada, limpeza excessiva, alucinações aparentes, pupilas dilatadas e convulsões.

Raiva

A raiva é uma infecção viral que atua no sistema nervoso central. Transmitida através da saliva de um animal infectado, mata assim que os sintomas começam a aparecer. Uma vez contraída, o vírus da raiva se espalha pelos músculos, nervos e, por fim, ataca o cérebro. Dentre os sintomas temos salivação, convulsões, paralisia e falta de coordenação. Informe aos departamentos de saúde locais se tiver contato com qualquer animal infectado.

Toxoplasmose

O Toxoplasma gondii é um parasita unicelular comumente encontrado em animais endotérmicos em sua forma silenciosa, sem causar prejuízos ao hospedeiro. Em gatos com o sistema imunológico comprometido — como nos que sofrem com o vírus da imunodeficiência felina (FIV) ou com o vírus da leucemia felina (FeLV) — esse parasita pode causar toxoplasmose. A toxoplasmose pode afetar o sistema nervoso central e os olhos. Seu gato pode desenvolver sensibilidade a luz e ao toque, cegueira, tremores, convulsões e perda do controle urinário e das vísceras.

Cataplexia

A cataplexia é uma condição neurológica rara que resulta em imediata fraqueza muscular e paralisia. Assim como na narcolepsia, que é um distúrbio do sono, os episódios podem durar mais de trinta minutos. Não há como prevê-los e não ocorrem convulsões.

Encefalopatia isquêmica felina

A encefalopatia isquêmica felina (FIE) é causada por uma infecção parasitária no cérebro. As larvas da berne, uma praga comum em equinos, causam essa doença. Essa infecção danifica algumas porções cerebrais, causando convulsões, cegueira e comportamentos singulares.

Envenenamento

Os inseticidas — incluindo soluções para pulgas e carrapatos seguras para os cães — podem causar convulsões em gatos, assim como o contato com venenos para ratos, herbicidas e anticongelantes.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article