Doenças nutricionais em seres humanos

Escrito por venice kichura | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doenças nutricionais em seres humanos
Por volta de uma a cada três mortes infantis é causada por doenças nutricionais (Dr. Lyle Conrad -- Wikimedia Commons Image)

Doenças nutricionais em seres humanos são causadas por um desequilíbrio na nutrição e elas são classificadas em três categorias. A primeira engloba aquelas que são causadas por falta de nutrientes, enquanto a segunda pelo excesso deles. A terceira categoria engloba as doenças causadas por componentes tóxicos nos alimentos. Apesar da classificação diferenciada, todas as doenças nutricionais podem levar ao óbito. Um artigo recente do eMedia traz que, mundialmente, por volta de uma a cada três mortes infantis é causada por doenças nutricionais, o que é equivalente a mais ou menos 3,5 milhões de óbitos anualmente.

Outras pessoas estão lendo

Deficiência nutricional

A deficiência nutricional ocorre quando alguém ingere nutrientes em quantidades insuficientes para executar as funções corporais básicas. Por exemplo, para o desenvolvimento apropriado de ossos e músculos e obtenção de energia, o corpo precisa consumir vários nutrientes, incluindo o cálcio e o fósforo. As necessidades nutricionais variam conforme a pessoa cresce, o que vale também para mulheres grávidas e idosos. Outros indivíduos que correm o risco de deficiência nutricional são os veganos, viciados em drogas e pessoas com dietas gordurosas. Os sintomas podem incluir perda de apetite, anemia, anorexia, demência, fraqueza e ferimentos.

Doenças causadas pela deficiência nutricional

Um dos exemplos mais bem conhecidos de doenças causadas pela falta de nutrientes é o escorbuto. Sendo uma doença onde os ossos perdem a rigidez por causa da ingestão insuficiente de vitamina C na dieta, o escorbuto ocorria geralmente entre marinheiros em longas viagens que não se alimentavam adequadamente. Depois de centenas de anos, foi descoberto que ingerir limão, que tem alto teor de vitamina C, poderia curar o escorbuto. Outras doenças resultantes de deficiência nutricional incluem o raquitismo e o beribéri, causado pela escassez de vitamina B (tiamina).

Doenças nutricionais modernas

Doenças modernas causadas por problemas nutricionais substituíram doenças mais antigas, como o escorbuto e o beribéri, que eram bastante incidentes muitos anos atrás. De acordo com cientistas da saúde pública e os autores Alice e Fred Ottoboni, as doenças nutricionais modernas como o derrame, câncer, doenças cardíacas, diabetes do tipo 2 e obesidade estão aumentando. Os Ottobonis, que escreveram "The Modern Nutritional Diseases" ["As Doenças Nutricionais Modernas"], acreditam que isso acontece grande parte por causa de dietas pobres em nutrientes.

Excesso nutricional e obesidade

O excesso nutricional pode ser causado por ingestão exagerada de alimentos, bem como o consumo exagerado de vitaminas ou falta de exercícios físicos. O resultado mais comum de excesso nutricional é a obesidade. Ela pode ser causada por alto consumo de comidas gordurosas. Contudo, outros fatores podem também ser a causa dessa doença, como gravidez e danos ao hipotálamo, que é a parte do cérebro que controla o apetite. Outras causas podem incluir medicamentos e fatores fisiológicos, bem como desequilíbrios hormonais. Geralmente, o excesso nutricional é diagnosticado usando o índice de massa corpórea (IMC). Esse número representa o peso da pessoa (em kg) dividido pelo quadrado da altura (em metros). De acordo com a Cornell Illustrated Encyclopedia of Health, as pessoas que possuem o IMC variando entre 25 e 30 são consideradas acima do peso, enquanto as com maior que 30 sendo consideradas obesas.

Componentes tóxicos causando doenças nutricionais

Elementos tóxicos encontrados nos alimentos tornaram-se a terceira categoria de doenças nutricionais. Exemplos naturais desses elementos são os fungos. Por outro lado, eles também podem ser artificialmente produzidos, como poluentes, pesticidas ou fertilizantes. Elementos nocivos também podem ser resultado de consumo exagerado de vitaminas e minerais, como aqueles encontrados em suplementos alimentares vendidos em lojas e farmácias. Algumas vitaminas que podem ser tóxicas, quando em excesso, incluem a A, B6, C, D, E, niacina e ácido fólico. Minerais como o níquel, arsênico e cromo podem eventualmente causar câncer. Além disso, os minerais que precisam ser ingeridos em pequenas quantidades se tornam tóxicos quando em excesso.

História

O problema de doenças nutricionais em humanos não era uma preocupação tão grande como ela tem se tornado, nos séculos XX e XXI. Antes disso, as pessoas não iam ao mercado comprar comida, porém agora elas trocaram os alimentos integrais cultivados por fazendas familiares por produtos industrialmente processados. Então, por volta dos fim do século XIX e início do XX, mudanças foram feitas na dieta. Quanto mais as pessoas deixavam o campo para se mudarem para as cidades, mais o alimento passou a ser comprado nos mercados. Como resultado, muitos nutrientes foram perdidos no processamento da comida, tendo ela tornado-se altamente calórica e nutritivamente pobre.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível