Doenças no sistema circulatório e suas curas

Escrito por krista sheehan | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doenças no sistema circulatório e suas curas
Pílulas de medicamentos em um formato de coração (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O sistema circulatório é composto pelo coração e pelos vasos sanguíneos do corpo, incluindo as veias, artérias e vasos capilares. O coração funciona bombeando o sangue para o corpo, enquanto os vasos sanguíneos são utilizados para o transporte do sangue a partir do coração. Os capilares conectam veias e artérias; gases e nutrientes são trocados aqui. Os problemas e as doenças do sistema circulatório são bastante comuns e podem ser agrupados em duas categorias: os que afetam o coração e os que afetam os vasos sanguíneos. Felizmente, existem tratamentos disponíveis para quase todas as doenças do sistema circulatório.

Outras pessoas estão lendo

Cardiopatias congênitas

As cardiopatias congênitas são anormalidades estruturais do coração, que estavam presentes no momento do nascimento. Em alguns casos, elas são hereditárias. No entanto, muitas vezes a causa é desconhecida. As cardiopatias congênitas podem resultar em dificuldade respiratória, problemas com o fluxo de sangue e fadiga excessiva. Se o problema não for tratado, pode resultar em insuficiência cardíaca. Os bebês com defeitos cardíacos congênitos quase sempre precisam de cirurgia imediata para reparar os defeitos cardíacos. Provavelmente será necessário uma variedade de medicamentos antes e depois da cirurgia para garantir o bom funcionamento do sistema circulatório.

Cardiomiopatia

A cardiomiopatia é uma doença do músculo cardíaco. Na cardiomiopatia dilatada, as câmaras do coração se ampliam e enfraquecem. Na cardiomiopatia restritiva, o músculo cardíaco se torna duro e rígido. Já na cardiomiopatia hipertrófica, o músculo cardíaco se torna espesso e não relaxa completamente. Quando qualquer uma dessas doenças ocorre, o coração é incapaz de bombear sangue suficiente para o resto do corpo. Os casos mais graves podem ser até fatais. O tratamento depende do tipo de cardiomiopatia presente, apesar de um transplante de coração ser geralmente necessário. Isso envolve a substituição cirúrgica do coração doente por um saudável de algum doador.

Doença arterial coronária

A doença arterial coronária acontece quando a placa se acumula ao longo do interior das artérias coronárias. Elas envolvem o próprio coração e o abastecem com sangue e oxigênio. Quando essas artérias ficam bloqueadas com placas, isso reduz a quantidade de sangue que elas são capazes de entregar ao coração. Com o tempo, essa falta de sangue pode danificar ou enfraquecer o coração. Em alguns casos, a placa rasga e o corpo tenta corrigir o rasgo formando um coágulo de sangue. Esse coágulo sanguíneo normlamente bloqueará todo o escoamento de sangue para o coração, causando um ataque cardíaco. A doença arterial coronária é o tipo mais comum de doença cardíaca. Uma variedade de opções de tratamento estão disponíveis, dependendo muitas vezes da gravidade da doença. Os medicamentos frequentemente ajudam a reduzir o colesterol e diminuir o trabalho que seu coração é obrigado a fazer. As mudanças de estilo de vida terão que girar em torno de uma dieta saudável, perder peso, fazer exercícios regularmente e parar de fumar. Em casos graves, pode ser necessária uma cirurgia. Nesse caso, uma prótese provavelmente precisa ser colocada no interior das artérias coronárias para abri-las e permitir o fluxo de sangue adequado.

Aterosclerose

A aterosclerose é uma acumulação de placa de colesterol e ácidos graxos nas paredes internas do resto das artérias. Essa placa endurece e estreita as artérias, dificultando que o sangue passar através delas. A aterosclerose pode afetar qualquer artéria do corpo, mas acontece de modo mais comum nas artérias do coração, cérebro, rins, pernas e pélvis. Quando as artérias do cérebro ficam bloqueadas com placa, isso é chamado de doença da artéria carótida. Um bloqueio de sangue para o cérebro pode resultar num acidente vascular cerebral. Quando as artérias dos braços, pernas ou da pélvis ficam bloqueados, isso é conhecido como doença arterial periférica (DAP). Quando o sangue é impedido de fluir para essas áreas, pode resultar em dormência, dor e sérias infecções. O principal tratamento para a aterosclerose inclui mudanças significativas de estilo de vida. A pessoa que sofre dessa doença do sistema circulatório deve se preparar para uma dieta nutritiva e exercício físico regular para manter um peso saudável. Ela também deve parar de fumar e eliminar quaisquer fontes significativas de stress. Alguns medicamentos também podem ser prescritos para ajudar a regular o fluxo sanguíneo. Em casos graves, pode ser necessário voltar a abrir as artérias obstruídas com procedimentos médicos.

Arritimia

A arritmia é uma anormalidade no ritmo do coração. Ela pode ser o resultado de um defeito cardíaco congênito ou pode ser adquirida mais tarde na vida. Essa doença faz com que o coração bata anormalmente mais rápido ou mais lento. A arritmia pode levar a uma variedade de sintomas, alguns menores e outros graves. Se não for tratada, a doença pode resultar em dor no peito, fadiga e falta de ar. Em casos graves, pode até levar a um colapso cardiovascular e parada cardíaca. Provavelmente alguns medicamentos serão prescritos para diminuir os efeitos de uma arritmia; normalmente a medicação será o único tratamento necessário. Em alguns casos, uma ablação terá de ser feita para corrigir permanentemente o ritmo cardíaco irregular.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível