Doenças veterinárias causadas por Staphylococcus aureus

Escrito por thomas andrews | Traduzido por juliana néris nakanejo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doenças veterinárias causadas por Staphylococcus aureus
A crescente preocupação sobre MRSA está levando ao aumento da pesquisa em todas as espécies (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Uma condição comum em todos os mamíferos

Os humanos e os animais podem compartilhar uma variedade de doenças, mas uma cada vez mais comum é a infecção causada por Staphylococcus aureus (S. aureus, frequentemente chamado de staph), uma condição potencialmente perigosa resultante de uma bactéria tão comum que a maioria dos humanos e animais saudáveis são hospedeiros.

S. aureus são perigosos em animais não apenas pelo potencial efeito na saúde do animal infectado, mas também por tornar mais fácil que essas infecções e doenças sejam transmitidas aos humanos. Por esse motivo que o cuidado tem aumentado em animais que são usados como alimento ou por indústrias. Todos os mamíferos são vulneráveis à infecção por staph e, como notado pela Charles River Laboratories International, Inc., o gerbil, hamster, camundongo e ratos de laboratório podem desenvolver infecções ou abcessos na pele e olhos, infecção no trato genital e outras condições, sendo laboratórios com condições de higiene precárias altamente suspeitos como causa.

S. aureus também pode causar doenças que ameaçam a vida de cães, com uma condição comum causada por ela, a dermatite pyaemia, que causa abcessos e contaminação do sangue; em cavalos, algumas vezes aparece na forma de uma doença conhecida como botriomicose, uma infecção bacteriana da pele ou órgãos; e, nas aves domésticas, causa septicemia e artrite. Casos de S. aureus também foram relatados em gatos, porcos, gado e inúmeros outros mamíferos.

Cuidados veterinários dos animais infectados é importante para evitar a contaminação de outros animais e prevenir a transmissão para humanos. Os antibióticos são normalmente usados em casos em que não há resistência bacteriana.

Crescendo a resistência aos antibióticos

No gado leiteiro, S. aureus é considerado altamente perigosa e uma das principais causas de mastite, uma inflamação das mamas. De acordo com o Orchard Veterinary Group, o problema existe em todo o mundo e é sério, porque é difícil de tratar e altamente contagioso. O grupo também afirma que a metade estimada de cepas de S. aureus tem capacidade de resistir ao tratamento com antibióticos.

A capacidade de resistir ao tratamento resultou em uma cepa de S. aureus conhecido como Staphylococcus aureus resistente à meticilina, ou MRSA. Esta aberração persistente das bactérias é uma preocupação crescente em todo o mundo, tanto na medicina humana quanto na animal, e é responsável pelo número crescente de mortes devido à sua capacidade de resistir à maioria das formas de tratamento com antibiótico.

Uma preocupação global

Um grupo de agricultura orgânica, o Soil Association, na Inglaterra, solicitou que o teste padrão fosse feito em todos os animais de fazenda. O grupo cita o aumento de MRSA em populações de porcos holandeses.

A crescente preocupação sobre MRSA está levando ao aumento da pesquisa em todas as espécies. Nenhuma família dos mamíferos tem sido imune à doença e, de acordo com J. Scott Weese, do departamento de estudos clínicos da Ontario Veterinary College, no Canadá, e da Bella Moss Foundation, a incidência de MRSA em animais de estimação e animais de fazenda está aumentado em todo o mundo. A fundação diz que a infecção é mais perigosa quando está relacionada a feridas cirúrgicas, e os animais saudáveis podem facilmente perder um membro ou pior quando é adquirida dessa maneira.

Todas as fontes acima insistem no teste quanto existirem preocupações e atenção imediata quando S. aureus for encontrado em qualquer laboratório, fontes alimentícias ou animais de companhia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível