Dopamina vs. serotonina

Escrito por matt knouff | Traduzido por marina mendes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dopamina vs. serotonina
A ingestão de serotonina ou dopamina não aumentará a sensação de prazer (Medication image by bluefern from Fotolia.com)

Dopamina e serotonina são dois neurotransmissores necessários em muitos aspectos do comportamento humano. A produção e a regulação inadequadas de qualquer neurotransmissor é a causa de muitas condições médicas.

Outras pessoas estão lendo

Localização

Dopamina é um neurotransmissor que é encontrado principalmente no cérebro. A serotonina também é um neurotransmissor, mas 80 a 90% da serotonina é encontrada no trato gastrointestinal.

Função

Dopamina possui função de regular o comportamento, movimento voluntário, cognição, motivação, recompensa, atenção, aprendizagem e humor, além de inibir a produção de prolactina (hormônio responsável pela lactação) no hipotálamo. A serotonina tem a função de regular o humor, apetite, sono, memória, aprendizagem e no trato gastrointestinal estimula o metabolismo, o crescimento celular e a digestão.

Mito

Ingestão oral de serotonina ou dopamina não fará a sensação de felicidade ou prazer aumentar, já que nem mesmo química pode cruzar a barreira sangue-cérebro.

Condições e tratamento (dopamina)

As condições médicas associadas ao baixo nível de dopamina incluem o mal de Parkinson, fobia social, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH) e depressão profunda. O transtorno bipolar está associado a níveis altos de dopamina. Medicamentos antipsicóticos, até mesmo risperidona, reduzem os níveis de dopamina, o que ajuda a estabilizar o humor durante episódios maníacos de transtorno bipolar. Entre os medicamentos que aumentam os níveis de dopamina estão a levodopa (para o mal de Parkinson), as anfetaminas (para TDAH) e alguns antidepressivos.

Condições e tratamentos (serotonina)

As condições médicas associadas a baixos níveis de serotonina incluem depressão, transtornos de ansiedade, obesidade, exaqueca e a síndrome da morte súbita infantil (SMSI). A síndrome da serotonina, enxaqueca, problemas gastrointestinais e alguns tipos de doenças cardiovasculares, incluindo fibrose endocárdica, estão associadas a altos níveis de serotonina. Os medicamentos disponíveis para o aumento dos níveis de serotonina são os antidepressivos e alguns para enxaqueca. Alguns remédio para náusea, incluindo a ondansetrona, diminuem a produção de serotonina no trato gastrointestinal.

Drogas aditivas

Cocaína e anfetaminas são drogas que aumentam significantemente os níveis de dopamina. Ecstasy, cogumelos que contém psilocibina, mescalina e o LSD aumentam os níveis de serotonina.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível