A dor causada pelos miomas uterinos é um sintoma da menopausa?

Escrito por jack rella | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A dor causada pelos miomas uterinos é um sintoma da menopausa?
Miomas uterinos podem ser identificados em ultrassonografias (Thinkstock/Stockbyte/Getty Images)

Miomas uterinos, ou fibromiomas, ocorrem com frequência em mulheres durante seus anos férteis. Estes tumores não estão associados a quaisquer casos conhecidos de câncer uterino. São comuns e, geralmente, não produzem muitos sintomas. Eles são mais frequentemente descobertos durante exames pélvicos de rotina ou nos exames de ultrassom pré-natal. O tratamento geralmente não é necessário, enquanto não causarem nenhuma dor significativa.

Outras pessoas estão lendo

Fatos

De acordo com a Faculdade Americana de Obstetras e Ginecologistas, fibromiomas podem ser encontrados tanto dentro do útero como do lado de fora. Estes miomas podem variar entre tumores do tamanho de ervilhas até tamanhos grandes, como de 12 a 15 cm de diâmetro. Uma mulher pode ter de um a vários e eles podem crescer lentamente ou desenvolver-se rapidamente. Alguns não mudam seu tamanho em nada. A informação estatística sobre o desenvolvimento de miomas uterinos sugere que as afro-americanas tendem a ter este problema mais do que as outras mulheres.

Sintomas

O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos afirma que alguns dos sintomas mais visíveis de miomas uterinos podem incluir uma sensação de estar cheia no baixo ventre, micção frequente, dor lombar, dor durante a relação sexual, e sangramento e dor intensos durante a menstruação. O sangramento entre ciclos menstruais também tem sido relatado como um sintoma. Em alguns casos, problemas reprodutivos podem se desenvolver como resultado desta condição, incluindo aborto espontâneo, parto prematuro ou até mesmo infertilidade.

Miomas uterinos e menopausa

Acredita-se que os miomas estão associados ao estrogênio. É por isso que não são considerados um problema comum em mulheres pré-púberes ou para aquelas que estão na pós-menopausa. No entanto, as mudanças drásticas nos níveis hormonais que ocorrem quando uma mulher se aproxima da menopausa ou está na perimenopausa podem fazer com que miomas já presentes se tornem dolorosos. Em alguns casos, intenso sangramento e dor lombar podem ser experimentados também.

Diagnóstico

Um exame pélvico pode revelar a presença de miomas uterinos. Um útero aumentado ou que parece estar irregular ou disforme pode ser sinal de miomas. Um ultra-som da vagina ou da pélvis também irá revelar sinais de miomas, ou podem ser realizados justamente para confirmar sua presença. Em alguns casos em que a causa de qualquer irregularidade na área pélvica está em questão, uma biópsia ou uma laparoscopia podem ser realizadas para determinar se a condição é benigna ou maligna.

Tratamento

A terapia hormonal é muitas vezes utilizada para tratar os sintomas dos miomas uterinos. Isso pode ser na forma de dosagem oral ou por injeção. Em alguns casos a cirurgia pode ser prescrita. Isso pode incluir a histeroscopia cirúrgica ambulatorial, redução cirúrgica do fluxo de sangue para o útero (embolização da artéria), ou uma histerectomia completa. A prescrição de hormônios e contraceptivos orais pode ser parte do tratamento e podem ser prescritos, também, analgésicos anti-inflamatórios não-esteroides.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível