Dor no quadril em cães

Escrito por stevie donald | Traduzido por marina villar
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dor no quadril em cães
Conhecer o motivo da dor no quadril ajuda na escolha do tratamento (Author photo)

A dor no quadril em cães acontece geralmente devido a duas coisas: displasia ou artrite. Existem também causas menos comuns, como panosteíte, doença de Lyme, câncer ou simplesmente um machucado. Seu veterinário precisa determinar a causa da dor antes de você começar um plano de tratamento. Uma vez que você conhece a causa, existem várias abordagens que você pode optar para manter seu cão confortável.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

A dor no quadril se origina nos músculos, ligamentos conectivos ou ossos. É comum em cães mais velhos que possuem uma leve displasia ou artrite (os dois frequentemente ocorrem juntos). Rigidez ou mancadas ao se levantar depois de uma soneca ou depois de exercícios são sintomas clássicos. O cão também pode dar pulinhos como um coelho ao invés de andar normalmente.

A dor no quadril em cães mais novos pode ser panosteíte -- essencialmente uma dor crescente quando o crescimento rápido causa inflamação na articulação, sinais precoces de displasia ou um estiramento muscular. Em casos menos comuns, a dor no quadril pode ser sinal de câncer.

Diagnóstico

Já que os cães não podem nos dizer exatamente onde dói, a localização da dor pode ser difícil de determinar. A dor originária no tornozelo, joelho, para ou até mesmo na parte inferior traseira pode ser erroneamente confundida com dor no quadril. Se ele mancar e isso persistir por dois dias ou mais, é necessário relatar ao veterinário. Ele fará um exame na articulação, sentirá a folga do músculo e os movimentos que estão impedidos. Ele pode ver o cão andando, sentando e marchando, e a menos que a causa seja óbvia, ele fará um exame de raio-X. Ele pode encaminhar o cão a um ortopedista para um diagnóstico e um plano de tratamento.

Considerações

Em caso de panosteíte, ou uma distensão muscular, o tratamento será provavelmente tão simples quanto um exercício restrito ou talvez uma medicação anti-inflamatória por uma ou duas semanas. O tratamento para problemas na parte inferior da coluna ou câncer são complexos e dependem de vários fatores, incluindo a situação financeira do dono (ambos tratamentos podem ser muitos caros) e o diagnóstico específico.

A displasia é classificada pela Fundação Ortopédica de Animais (OFA, na sigla em inglês) em uma escala de leve a severa. Os cães com quadril displásicos tem o osso da articulação que se encaixa perfeitamente e isso pode ser muito doloroso. Uma displasia leve pode geralmente ser administrada com uma dieta, controle de peso e exercício apropriado. A displasia severa geralmente requer uma reposição do quadril através de cirurgia para aliviar a dor.

A artrite é melhor controlada com uma abordagem multifacetada, usando remédios anti-inflamatórios sem esteroides como Rimadyl ou Deramaxx, controle de peso e tratamentos complementares.

Tratamentos complementares

Os tratamentos complementares para o controle da dor podem ser usados juntamente com, ou ao invés de, tratamento alopático veterinário. Esses podem incluir procedimentos não invasivos como acupuntura, massagem e quiropraxia.

A terapia física está disponível para cães e incluem hidroterapia e exercícios na água. Muitos veterinários ortopédicos tem um terapeuta físico em seu quadro de funcionários.

O Adequan é glucosamina injetável e é oferecida por muitos veterinários para a lubrificação da articulação e redução da inflamação. Tipicamente duas ou três injeções são dadas vários dias como uma dose de ataque. Se o cão responder bem, uma manutenção programada de injeções é dada com intervalo de quatro a seis semanas.

Tratamento caseiro

Existem muitas coisas importantes que você pode fazer para o cão com dor no quadril. A mais importante é ter certeza que o cão esteja magro. Cães acima do peso sofrem com muitos problemas de saúde do que cães magros, e o excesso de peso pode causar dor exacerbada na articulação.

Exercite seu cão. Músculos fortes podem compensar as articulações fracas. Os cães com displasia leve e artrite podem viver vidas plenas e completas e até mesmo competir com outros cães em esportes de agilidade, campos de treinamento e até em técnicas de adestramento.

Adicione suplementos nutracêuticos como glucosamina, condroitina e óleo de peixe na dieta do seu cão. Considere alimentá-lo com uma dieta crua ou caseira, ou ração sem grãos. Uma dieta com alta qualidade de proteína e pobre em grãos e carboidratos pode ajudar muitos cães com artrite, displasia leve e outras formas de dor na articulação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível