Dor somática x dor visceral

Escrito por kay miranda | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dor somática x dor visceral
De acordo com a dor que você está sentindo, é possível diagnosticar o que está sofrendo e o tratamento ideal (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Existem quatro diferentes classificações para as dores do corpo: somática, visceral, simpática e neuropática. As dores somática e visceral são classificadas como nociceptivas, enquanto simpática e neuropática são não nociceptivas. O tipo de dor que você que está sofrendo, diagnostica o que está causando-a, bem como determina o tratamento adequado para ela. Além das classificações descritas, sua dor pode ser crônica ou aguda, o que também afetará o tratamento.

Outras pessoas estão lendo

Dor nociceptiva x dor não nociceptiva

A dor nociceptiva é resultante dos receptores da dor. Quando um receptor é estimulado, como sendo queimado ou cortado, eles enviam sinais para o cérebro de modo que o corpo possa agir, removendo-o do perigo ou recebendo assistência médica. As dores somática e visceral respondem ao calor e ao frio, bem como a vibrações, alongamentos e interações químicas. A dor não nociceptiva deriva de um problema no sistema nervoso central ou periférico. Não existem receptores de dor nesses dois sistemas; portanto, a dor é causada por disfunção do nervo que envia os sinais.

Dor somática

A dor somática é referida como dor músculo-esquelética. É encontrada nos tecidos como a pele e os músculos, bem como nas articulações, ossos e ligamentos. A dor somática é frequentemente caracterizada como uma dor aguda localizada em uma área especificamente lesionada. Podem existir inchaços, cólicas e sangramento junto com a dor somática. Essa classificação da dor responde a uma variedade de medicamentos, incluindo opioides e anti-inflamatórios não esteroides.

Dor visceral

A dor visceral é um tipo de dor nociceptiva localizada dentro da principal cavidade do corpo, devido a uma lesão ou doença de um órgão interno. Os três principais centros de dor visceral são o tórax, abdome e pelve. Os receptores de dor nas cavidades viscerais respondem ao alongamento, inchaço e privação de oxigênio. Os opioides são os medicamentos mais eficazes para essa classificação de dor, que é profunda como cólicas. A dor visceral pode irradiar para outros locais nas costas ou no peito.

Dor aguda

A dor aguda refere-se a uma lesão repentina, que provoca trauma no tecido do corpo. Isso pode ser o resultado de um corte, queimadura ou outro acidente. Quando uma pessoa experimenta um grande trauma, tanto a dor somática quanto a visceral podem ser percebidas. Por exemplo, uma pessoa que é esfaqueada no abdome terá os nervos somáticos estimulados, assim como os nervos viscerais. O corpo responde, principalmente, à dor mais intensa. Nesse caso, a pessoa sentiria a dor visceral sobre a dor somática porque os órgãos abdominais requerem atenção imediata para sobrevivência, ao contrário dos danos da pele.

Dor crônica

A dor crônica é aquela que persiste por mais de três meses. Ela é mais difícil para um médico avaliar, porque os níveis de dor podem subir e descer sem qualquer alteração em uma área lesada ou danificada. A dor crônica, se somática ou visceral, pode afetar a vida da pessoa drasticamente. Ela pode impedir as atividades diárias e fazer coisas simples tornarem-se difíceis. A dor crônica visceral pode indicar um problema sério de saúde, como um câncer. Se você está sofrendo de dor crônica, discuta as opções de tratamento com seu médico para encontrar a origem do problema e desenvolver um plano de tratamento adequado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível