Dores associadas à artéria femoral

Escrito por paul cartmell | Traduzido por priscila pedroso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dores associadas à artéria femoral
Dores nas pernas são sintomas típicos quando há obstrução na artéria femoral (Visage/Stockbyte/Getty Images)

A dor pode ser provocada por diversos motivos relacionados à artéria femoral. A dor geralmente é sentida nas pernas e nos pés, assim que os bloqueios da artéria femoral afetam a capacidade do sangue de circular pelas pernas. Há um número expressivo de dores associadas à artéria femoral que pode, em casos extremos, conduzir à morte do tecido dos pés e dedos dos pés.

Outras pessoas estão lendo

Artéria femoral

A artéria femoral fornece sangue rico em oxigênio e nutrientes a pele da virilha e a região inferior da parede abdominal. A artéria femoral e os seus ramos passam estreitamente à superfície exterior da coxa, fornecendo sangue para os músculos e tecidos desta área.

Sinais de obstrução na artéria femoral

Há vários sinais de obstrução da artéria femoral, porém nem todos estão associados a dor. Algumas características de quando os sintomas são dolorosos incluem úlceras nos pés e nos dedos (sem sangramento) que difíceis para curar e os músculos da panturrilha sem vigor (murchos). As características de sintomas não dolorosos incluem pele firme e brilhante das pernas e a perda de pelo nos pés e nos dedos dos pés.

Doença Arterial periférica

Quando a artéria femoral fica bloqueada, as pernas não recebem oxigênio ou sangue suficiente, causando uma condição extremamente dolorosa chamada doença arterial periférica ou doença arterial periférica das pernas. A doença arterial periférica provoca desconforto ou dor ao caminhar. A dor pode ser sentida nos quadris, nádegas, coxas, joelhos, canelas e na parte superior dos pés.

Isquemia crítica dos membros inferiores

Com o avanço da doença arterial periférica a condição, geralmente surge a isquemia crítica do membro. À medida que a artéria femoral permanece bloqueada, as pernas não recebem oxigênio suficiente mesmo quando em repouso, criando dor constante nos pés e nos dedos do paciente. Se a circulação não melhorar, as feridas nos dedos e nos pés podem se tornar úlceras e, eventualmente, pode levar à morte do tecido ou gangrena.

Dor isquêmica de repouso

A isquemia é o termo médico para o fluxo insuficiente de sangue nos tecidos, que neste caso, quer dizer tecidos dos pés e dedos dos pés. A dor isquêmica de repouso, resultado de uma artéria femoral bloqueada, é a dor intensa nos pés e dedos dos pés. Casos graves da doença levam os pacientes a sofrerem com o peso de roupas e lençóis.

Claudicação Intermitente (CI)

Outra condição resultado da obstrução da artéria femoral, CI (Claudicação Intermitente) são quando aparecem sintomas de dor ou desconforto nas pernas ao caminhar que desaparecem quando se está descansando. Assim que o quadro se agrava, a dor é sentida ao caminhar em distâncias curtas e ainda mais rapidamente ao subir ladeiras ou escadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível