Dores na perna e menopausa

Escrito por alicia gallegos | Traduzido por fatima mesquita
Dores na perna e menopausa
Pernas doloridas têm solução (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

O período de transição representado pela menopausa pode trazer várias dores a áreas diferentes do corpo da mulher. Embora pernas doloridas não estejam diretamente ligadas à menopausa, sabe-se que tanto a dor nas juntas quanto as câimbras podem ser geradas por condições hormonais, algumas vezes afetando as pernas. Mas a boa notícia é que há vários meios de se encontrar alívio para este incômodo.

Os fatos

Até hoje, nenhum estudo de longa duração foi feito para estabelecer uma relação específica entre pernas doloridas e menopausa, explica Marie Lugano, presidente da American Menopause Association. Mas independente disso, várias mulheres reclamam de níveis variados de desconforto durante este período, e muitas delas incluem as pernas no seu rol de reclamações.

As dores nas articulações são a queixa mais comum entre as senhoras, seguida de dores musculares e, às vezes, câimbras que chegam de repente, alteram o padrão de sono e duram dias inteiros. As câimbras na perna ligadas à menopausa ocorrem, em geral, na canela, mas podem também atingir a musculatura da coxa, segundo a National Association of Baby Boomer Women.

Causas

Há várias razões para a ocorrência de dores nas pernas relacionadas à menopausa. Quando o nível de estrogênio cai, aumentam as inflamações nas juntas, e isto gera dores fortes. Articulações e músculos doloridos também podem ser resultado de um nível baixo de cálcio, e são coisas comuns durante esta fase de transição das mulheres maduras. Além disso, perturbações no padrão de sono significam que você não consegue descansar direito, e isto, mais uma vez, pode levar os seus membros inferiores a pagarem um preço. O fenômeno, aliás, cria um ciclo vicioso, já que a dor pode atrapalhar o sono e vice-versa. Outra causa de câimbras nas pernas é a falta de exercícios, assim como uma alimentação inadequada.

Efeitos

Nenhum dano sério é causado pelas câimbras ou dores nas articulações das pernas, mas qualquer dor pode afetar a qualidade das nossas vidas, o que pode ser especialmente difícil durante a menopausa. Segundo a Dra. Margery Gass, diretora-executiva da North American Menopause Society, estudos mostram que a dor nas articulações que surge durante este período da vida das mulheres desparece dentro de dois a três anos, com ou sem a reposição hormonal.

Prevenção/Solução

Manter uma vida ativa e uma rotina de alongamentos ajuda a combater as dores nas articulações, garante a Dr. Gass, e ainda a ajuda a manter a mobilidade total do seu corpo. Andar ou correr pequenas distâncias é vital para a tonificação dos músculos ligados à locomoção. Massagear as áreas com câimbras ajuda a diminuir a dor, segundo o website da National Association of Baby Boomer Women. Água tônica e óleos essenciais de menta para o banho em uma banheira também são formas comprovadas de alívio, enquanto o combate à insônia pode ser o primeiro passo para dar um fim às dores nas pernas que surgem durante a menopausa.

Considerações

Se você está sendo medicada para a sua menopausa e está, mesmo assim, sofrendo com câimbras nas pernas, converse com o seu médico para descartar a possibilidade de que o problema seja um efeito colateral da sua medicação. Exames de sangue também podem revelar se você tem alguma deficiência séria de potássio ou de vitaminas, e nesse caso, talvez seja preciso tomar certos suplementos.