Mais
×

Drogas para aliviar a retirada de benzodiazepínicos

Atualizado em 17 abril, 2017

Se você estiver parando de tomar benzodiazepínicos, é provável que tenha sintomas da síndrome de abstinência desses medicamentos. Qualquer pessoa que tenha tomado essa classe de medicamentos por mais de duas semanas corre o risco de desenvolver sintomas de abstinência, já que os benzodiazepínicos são muito viciantes. É natural procurar uma maneira de reduzir os sintomas desagradáveis ​​que podem ocorrer. Felizmente, existem alguns medicamentos e suplementos que podem lhe ajudar durante a retirada de benzodiazepínicos.

A retirada de benzodiazepínicos pode causar sintomas desagradáveis de abstinência (dean812)

Betabloqueadores

Palpitações são um dos sintomas mais preocupantes para muitas pessoas na retirada de benzodiazepínicos. Algumas pessoas também podem ter os seguintes sintomas: coração acelerado, sudorese excessiva e tremores. Os medicamentos que podem ajudar a reduzir a gravidade desses sintomas são os betabloqueadores. O Inderol é um betabloqueador comumente prescrito. Os betabloqueadores são geralmente prescritos para enxaquecas, arritmias cardíacas, pressão alta e ansiedade de desempenho. Se você contar a seu médico que está com sintomas de abstinência de benzodiazepínicos, é provável que ele lhe prescreva um betabloqueador.

Esteja ciente que seu corpo pode acostumar-se com betabloqueadores. Se você tomá-los por mais que algumas semanas, vai precisar retirá-los também. Felizmente, a retirada deles não é tão difícil como a de benzodiazepínicos.

Mineral que relaxa os músculos

Outro sintoma de abstinência de benzodiazepínicos é a dor muscular, que pode tornar-se extrema. A suplementação com magnésio pode ser muito útil nesse caso. Citrato de magnésio e malato de magnésio são muito mais facilmente absorvidos que o óxido de magnésio e são, portanto, mais eficazes. Se você passar a suplementar sua dieta com magnésio, 600 mg por dia é uma dose adequada. Ela pode ser dividida ao longo do dia.

Algumas pessoas tomam AINEs, como naproxeno sódico, para a dor muscular. Quando você estiver retirando benzodiazepínicos, use medicamentos dessa classe com cautela, pois os AINEs podem interagir com receptores GABA no cérebro, causando-lhe sintomas de abstinência ainda mais intensos.

Redução do pânico

A evidência anedótica sugere que quase todo mundo que passa por abstinência de benzodiazepínicos experimenta grande ansiedade e, em alguns casos, ataques de pânico. Isso é verdadeiro se os benzodiazepínicos tiverem sido prescritos para o tratamento de transtorno do pânico. Para evitar os ataques de pânico, considere tomar antidepressivos ISRSs (inibidores seletivos da recaptação de serotonina). Eles podem ser muito eficazes no tratamento da ansiedade.

É importante começar a tomar um ISRS antes da retirada do benzodiazepínico, pois ele pode levar até seis semanas para tornar-se eficaz. Além disso, os ISRSs podem causar ansiedade enquanto o corpo se ajusta a eles, tornando-os um medicamento inapropriado para se começar a tomar durante a abstinência de benzodiazepínicos.

Os ISRSs têm o que se chama de "síndrome de descontinuação", o que significa que eles também precisam ser gradualmente reduzidos e podem ter seu próprio conjunto de sintomas de abstinência. A retirada de um ISRS, no entanto, normalmente não é tão difícil quanto a retirada de benzodiazepínicos.

O paradoxo da droga

Estranhamente, pode ser mais fácil retirar os benzodiazepínicos tomando um benzodiazepínico diferente. De acordo com o Manual de Ashton, se você estiver tomando um benzodiazepínico de meia-vida curta, como o Alprazolam ou Lorazepam, pode ser mais fácil retirá-los se você mudar para um de meia-vida longa, como o Diazepam. Já que a droga permanece no corpo por mais tempo, há poucos sintomas de abstinência e eventuais reduções na dose não são um choque tão grande para o sistema nervoso.

Para dores de cabeça

As dores de cabeça são um sintoma de abstinência de benzodiazepínicos. Um medicamento que pode ser útil é o paracetamol. Essa droga não age sobre os receptores GABA, o que pode melhorar a dor de cabeça sem aumentar os sintomas de abstinência.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article