Drogas que causam doenças no pulmão

Escrito por lee morgan | Traduzido por eduardo levy
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Drogas que causam doenças no pulmão
Algumas drogas podem causar problemas nos pulmões (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Os efeitos colaterais de várias drogas causam doenças nos pulmões e complicações no sistema respiratório. Embora a maioria dessas doenças induzidas por drogas sejam raras, algumas pessoas podem correr riscos. Drogas que vão desde analgésicos comuns até remédios para quimioterapia podem causar disfunção pulmonar.

Outras pessoas estão lendo

Aspirina

A aspirina é uma medicação comum usada como anti-inflamatório, antifebril, analgésico e até em casos de ataque cardíaco. Mas ela pode piorar a condição de três a cinco por cento dos asmáticos, de acordo com o Partners Asthma Center.

Para os sensíveis à aspirina, a droga causa excesso de produção de leucotrienos no corpo, o que faz com que os tecidos musculares em volta dos tubos brônquios se contraiam, levando ao peito cheio e respiração mais curta.

Amiodarona

A amiodarona é uma droga usada para regular os batimentos cardíacos em pessoas com problemas de arritmia. Em cinco a dez por cento dessas a toxidade pulmonar induzida pela droga se torna um problema, de acordo com o ResidentAndStaff.com.

Toxicidade pulmonar é o nome que se da para todos os efeitos colaterais relacionados aos pulmões. Mais comumente, a quimioterapia é a causa da toxicidade pulmonar, mas a amiodarona costuma agir como catalisadora. A droga pode causar uma vasta gama de complicações, desde irritação pulmonar branda até casos potencialmente fatais de perturbação pulmonar aguda.

Alcaloides vinca

Os alcaloides vinca são drogas usadas na quimioterapia para combater vários cânceres. Além de matar as células cancerosas elas também destroem as células saudáveis, assim costumam estar relacionadas à síndrome de perturbação respiratória grave quando combinadas à mitomicina (uma droga quimioterapêutica usada no combate ao câncer de estômago e ao pancreático) em três a seis por cento dos usuários, de acordo com o site MedScape. A síndrome de perturbação respiratória aguda é uma doença em que o paciente é repentinamente esmagado com falta de ar depois do evento que causou a doença.

Metotrexato

O metotrexato é uma droga secundária usada para tratar câncer de mama, de pele, de cabeça, de pescoço e de pulmão, bem como artrite reumatoide e psoríase severa. Ele foi relacionado a danos pulmonares que se desenvolvem no início do tratamento e causam faltam de ar e tosse seca. De acordo com os Annals of Internal Medicine, os casos raros de danos pulmonares induzidos por metotrexato são mais comuns em pacientes com outros fatores de risco, como diabetes, artrite reumatoide e doenças pulmonares prévias.

Inibidores de ECA

Os inibidores da enzima conversora de angiotensina (ECA) com frequência induzem tosse seca, que é séria o suficiente para fazer com que cinco a 20 por cento dos pacientes descontinuem o tratamento, de acordo com o site UpToDate.com. Essas drogas, usadas primariamente para tratar problemas cardiovasculares e de pressão arterial, causam, em raros casos, angioedema, que provoca inchaço nas vias respiratórias superiores.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível