Quando a ecocardiografia fetal deve estar presente em um ultrassom vaginal?

Escrito por gwen wark | Traduzido por laísa nascimento
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quando a ecocardiografia fetal deve estar presente em um ultrassom vaginal?
O ecocardiograma fetal foca-se na observação do coração do bebê (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Nada é mais excitante que a primeira aparição de seu bebê em uma máquina de ultrassom. Esse momento pode ajudar a aliviar medos a respeito do feto e mostrar potenciais problemas da gravidez. Leva algum tempo para que a gravidez desenvolva-se o suficiente para que a ecocardiografia fetal esteja presente. Ultrassons feitos no começo da gravidez podem mostrar o saco gestacional; a ecocardiografia estará presente quando o coração do bebê começar a bater. O ultrassom pode detectar o batimento cardíaco a partir das seis semanas de gestação, enquanto que a visão do coração e suas câmaras será possível aproximadamente nas 14 semanas da gestação.

Outras pessoas estão lendo

Primeiros batimentos cardíacos

De acordo com a Associação Americana de Gravidez, um ultrassom transvaginal será capaz de detectar o batimento cardíaco quando a mulher estiver grávida de 5 a 6 semanas. Essa data é calculada a partir do começo da última menstruação; nesse estágio, o feto tem idade de 3 a 4 semanas. Nesse período o bebê deve medir de 2 a 4 mm em longitude céfalo-caudal. O batimento cardíaco é detectado nesse estágio como uma vibração.

Na idade gestacional de 6 a 7 semanas, ou de 4 a 5 semanas de idade fetal, o coração começa a bater em um ritmo mais constante que pode ser contado e medido. Um batimento cardíaco normal para um feto de 6 a 7 semanas é de 90 a 110 batidas por minuto. Quando o embrião tiver 5 mm em longitude céfalo-caudal, seu batimento cardíaco será certamente visível em um ultrassom vaginal. Se o embrião medir menos que isso, o batimento não será visível. Nesse ponto o médico dirá se a gravidez é ou não viável.

Estrutura do coração

A Associação Americana do Coração recomenda que mulheres que possuam certos fatores de risco, façam um ecocardiograma fetal. Esse exame é feito de forma similar ao ultrassom vaginal, mas é focado no coração do bebê. Mulheres que possuem histórico de doença cardíaca congênita na família, ou que tenha tido anormalidades no coração do feto detectadas por um exame de rotina, tal como ritmo anormal, devem fazer o ecocardiograma fetal.

Esse procedimento pode ser feito vaginalmente com 14 semanas de gestação. Nesse período, a estrutura do coração, inclusive as câmaras e válvulas estarão visíveis. O ecocardiograma fetal pode diagnosticar vários problemas de coração sérios do feto, tal como má formação do coração. Isso permite que os médicos façam planos para o nascimento e tratamento posterior do bebê. O ecocardiograma fetal fornece a melhor opção de planejamento antes do nascimento e permite que os médicos e os pais se preparem para problemas de coração mais sérios que podem aparecer depois do nascimento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível