O efeito do esterco de galinha

Escrito por kim joyce | Traduzido por paulo gomes junior
O efeito do esterco de galinha
As galinhas produzem um valioso fertilizante de plantas, além de ovos (chickens image by Jeroen de Haan from Fotolia.com)

Os jardineiros e agricultores usam o estrume animal como fertilizante, desde os primórdios da agricultura. O esterco de galinha foi particularmente valorizado como um fertilizante orgânico natural, pois seu teor de nitrogênio é relativamente alto. Como uma correção do solo, a adubação também contribui com outros nutrientes e ajuda a manter a umidade. Aplicar o estrume é parte integrante de uma agricultura sustentável. Mas há cuidados a serem considerados.

Fertilizantes

Os três números garantidos de fertilizantes comerciais, tais como 15 - 30 - 15, referem-se à percentagem dos três nutrientes mais significativos das plantas, fornecidos como suplementos, que são: nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K), sempre nessa ordem. Usando os resultados e as recomendações nutricionais de um teste completo do solo, a análise de fertilizantes torna possível escolher o adubo certo e aplicar os nutrientes nas quantidades exatas necessárias. Se um teste de solo exige aplicação de quantidades iguais de N, P e K, à taxa de 50 Kg/ m², você pode escolher um fertilizante 10 - 10 - 10, o que significa que contém 10 % de cada elemento e 70 % de ingredientes inertes. Em seguida, compre um saco de 490 Kg/ m².

Estrume

A maioria dos fertilizantes comerciais não contém outros nutrientes importantes, como cálcio, magnésio e enxofre, ou qualquer um dos 10 micronutrientes necessários pelas plantas em quantidades muito pequenas. O esterco muitas vezes contém pelo menos alguns ingredientes essenciais, vinculados a matéria orgânica que também contribuem. A matéria orgânica, a partir de qualquer fonte, melhora a textura do solo e sua capacidade de manter a umidade e seus nutrientes.

Nitrogênio

O esterco de galinha é rico em nitrogênio em comparação com outros estrumes de animais. O nitrogênio suporta o crescimento vigoroso na primavera, e é essencial para a fotossíntese. Mas, ao contrário de fertilizantes sintéticos ou químicos com fontes de nutrientes orgânicos, é impossível saber exatamente a quantidade de qualquer tipo de nutriente que está disponível, ou o quanto você está aplicando. O que está disponível no estrume pode variar muito e a taxa que a matéria se decompõe e libera nutrientes pode apenas ser estimada. Em geral, o esterco de galinha se rompe e libera seus nutrientes rapidamente.

Fosfato

O estrume de aves domésticas também tem uma grande quantidade de fosfato que pode ser um problema quando o solo não o necessita. O fósforo é essencial para a produção de uma ótima colheita, que ajuda as plantas a armazenarem e transferirem energia, estimulando a raiz, a flor e o desenvolvimento do fruto. A absorção máxima de P pelo solo, deixa-o com o pH entre 6,0 e 7,0. Aplicando em excesso o esterco de galinha, é possível causar um crescimento excessivo de algas e plantas aquáticas em rios e lagos próximos.

Esterco seguro

Para todos os seus benefícios, o esterco de galinha pode ter efeitos não intencionais quando aplicado sem cuidado na produção de alimentos. Todo o estrume fresco de animal pode queimar as raízes das plantas e vegetações frágeis. Mas o esterco de galinha pode conter organismos patogênicos capazes de contaminar tubérculos, como a cenoura, o rabanete, a beterraba e verduras, incluindo alface e espinafre. Então, o esterco de galinha precisa ter "componentes quentes", totalmente livres de contaminação, antes de serem aplicados. Use sempre luvas ao manusear o estrume e lave todas as verduras antes de comer. Nunca adicione estrume de cão, gato ou porco em grandes quantidades na composição. Certifique-se de que as pessoas que sejam particularmente suscetíveis a doenças de origem alimentar, incluindo grávidas, crianças e pessoas com sistemas imunológicos comprometidos, comam apenas vegetais cozidos cultivados em solos adubados.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível