Efeitos dos antidepressivos no ciclo menstrual

Escrito por maura wolf | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos dos antidepressivos no ciclo menstrual
Uma em cada cinco mulheres sofre de depressão (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Antidepressivos podem interferir no ciclo menstrual de uma mulher. As que tomam antidepressivos podem sofrer com efeitos colaterais e mudanças no ciclo menstrual. A depressão afeta duas vezes mais mulheres que homens nos Estados Unidos e uma em cada cinco sofre desse mal. Antidepressivos podem ajudar a lidar com problemas psicológicos, emocionais e comportamentais, inclusive os relacionados a eventos reprodutivos como a menstruação, a pré-menopausa, perimenopausa e a menopausa.

Outras pessoas estão lendo

Alivie os sintomas da TPM

Tratamento com antidepressivos inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) como a fluoxetina, sertralina e paroxetina podem aliviar a depressão pré-menstrual. Para algumas mulheres, o uso de antidepressivos em alguns poucos dias de cada mês ajuda a regular mudanças de humor decorrentes do ciclo menstrual. Peter D. Kramer, no artigo de 2008, intitulado "Outro efeito rápido dos antidepressivos", descreve um estudo de 2007 contuzido pelo Professor Mikael Landén e colegas no Instituto Karolinska em Estocolmo, Suécia, no qual mulheres que sofriam com irritabilidade e raiva antes de menstruarem foram medicadas com paroxetina ou um placebo no período entre a ovulação e a menstruação, tão logo começassem a sentir-se irritadiças. Os pesquisadores descobriram que problemas como irritabilidade, depressão, mudanças de humor e inchaço eram significativamente menores nas mulheres que estavam tomando paroxetina em comparação às que estavam tomando placebo.

O antidepressivo ISRS sertralina também pode melhorar sintomas psicológicos e comportamentais em mulheres que sofrem de transtorno disfórico pré-menstrual, de acordo com o estudo de 2002 apresentado por Ellen W. Freeman, Ph.D., na Associação Americana de Psiquiatria.

Trate a depressão perimenopausal e menopausal

A depressão aparentemente é influenciada pelo ciclo menstrual, período puerperal e menopausa. Muitas mulheres sofrem com variações no humor e algumas experienciam depressão grave durante a perimenopausa. Os resultados de um estudo conduzido pela Universidade Virginia Commonwealth mostram que antidepressivos podem aliviar os sintomas de depressão grave em mulheres na perimenopausa e na menopausa. Pesquisadores compararam a eficácia e segurança da desvenlafaxina, cujo nome comercial é Pristiq, com um placebo. O estudo cego conduzido pela professora de psiquiatria e ginecologia Drª. Susan G. Kornstein descobriu que a resposta da mulher ao antidepressivo pode depender do momento de vida pelo qual ela está passando. Seu estudo foi o primeiro a testar e demonstrar a eficácia do uso de antidepressivos em mulheres deprimidas na perimenopausa e pós-menopausa.

Efeitos colaterais

Há registro de mudanças e irregularidades no ciclo menstrual de mulheres que tomam antidepressivos. Há casos em que o uso de fluoxetina, venlafaxina e bupropiona resultou em menorragia, que é o sangramento menstrual prolongado ou fluxo intenso. Mulheres que tomam bupropiona relatam diminuição do ciclo menstrual, sangramento leve ou amenorreia, isto é, ausência de menstruação. A conexão precisa entre sangramento vaginal e antidepressivos é desconhecida, mas há teorias sugerindo que a flutuação e modulação de hormônios seja responsável. A serotonina pode afetar o ciclo menstrual ao estimular a secreção de hormônios específicos, conforme diz o artigo "Sangramento vaginal associado ao uso de venlafaxina", escrito pelo professor Sunny A. Linnebur, doutor em farmácia pela Faculdade de Farmácia da Universidade do Colorado.

Efeitos colaterais raros da sertralina (zoloft) são ciclo irregular, dismenorreia, dor uterina intensa, sangramento fora do período menstrual, hemorragia vaginal, amenorreia (ausência de menstruação), leucorreia (corrimento), e raramente, menorragia (sangramento intenso).

Efeitos colaterais do escitalopram (Lexapro) relacionados à reprodução e menstruação são pouco frequentes e podem incluir cólicas menstruais, ciclo irregular, menorragia, sangramento fora do período menstrual e inflamação pélvica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível