Efeitos colaterais do alprazolam em gestantes

Escrito por megan smith | Traduzido por tamara loebe
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos colaterais do alprazolam em gestantes
O alprazolam não é recomendado para pacientes grávidas, devido aos efeitos colaterais que podem desencadear sobre o feto (http://www.sxc.hu/profile/jvror)

O alprazolam é um fármaco benzodiazepínico normalmente utilizado para tratar a ansiedade e ataques de pânico. Ele também é usado em conjunto com antidepressivos para depressão relacionada à ansiedade. O FDA, agência reguladora de medicamentos e alimentos dos EUA, afirma que o medicamento representa risco para pessoas que estejam (ou estejam planejando ficar) grávidas, assim como outras benzodiazepina, devido aos efeitos colaterais graves que podem desencadear.

Outras pessoas estão lendo

História

O alprazolam foi desenvolvido pela empresa Upjohn, em 1969, que manteve sua patente até 1981. Após esse período, várias versões de marca foram lançadas. Inicialmente, o medicamento era prescrito apenas para desordens de pânico, uma doença rara até então. Com a distinção entre os transtornos de pânico e da ansiedade, a substância passou a ser recomendada mais efetivamente. Por muitos anos, este medicamento foi aprovado apenas para uso a curto prazo, e ainda não é recomendado para tratamentos vitalícios, por ser uma substância controlada e altamente viciante.

Importância

O alprazolam não é aprovado pelo FDA para uso em pacientes grávidas. Ele é classificado como categoria D pela agência, que afirma que "existem evidências positivas de risco fetal com base em dados de reações adversas a partir da experiência de investigação, estudo de marketing ou estudos em humanos, mas benefícios potenciais podem justificar o uso da droga em mulheres grávidas, apesar de potenciais riscos ". A categoria D é a segunda categoria mais baixa sob qual um medicamento pode ser classificado pelo FDA, por isso é muito importante obter uma segunda opinião se seu médico recomendar que você tome a substância enquanto estiver grávida. Muito raramente os benefícios superam os riscos potenciais.

Efeitos

Se uma mulher tomar benzodiazepínicos, incluindo alprazolam, durante a gravidez, a criança sofrerá sintomas de abstinência durante e após o nascimento. Pacientes adultos irão experimentar sintomas de abstinência, se a droga não for retirada lentamente e com cuidado, e o mesmo acontece com uma criança nestas circunstâncias. Além disso, problemas respiratórios, bem como flacidez neonatal, são comumente relatados.. A mãe também pode transferir a medicação para seu filho por meio da amamentação, por isso ela deve optar por usar o remédio e não amamentar ou parar com a medicação até que a criança pare de amamentar.

Identificação

Um feto sob a influência de alprazolam pode não apresentar qualquer sintoma estranho no útero, mas pode ser mais apático do que um feto normal sob monitoramento constante. Após o nascimento, uma criança que foi exposta ao medicamento ainda no útero pode apresentar efeitos colaterais estranhos, como cansaço extremo, choro, fraqueza muscular e uma expressão vidrada nos olhos. Estes sintomas não significam necessariamente que ela foi exposta ao medicamento no útero ou através do leite materno, mas se a mãe estava tomando esse remédio durante a gravidez ou amamentação, é a provável que ele seja a causa dos sintomas.

Cuidado

Se estiver grávida ou pensa que pode estar grávida, consulte seu médico imediatamente se estiver tomando alprazolam. Mesmo que ele tenha sido prescrito, converse com o médico e diminua a dose o máximo possível se você engravidar. Este remédio pode causar defeitos congênitos graves e outros problemas de saúde infantil a longo prazo, por isso, na maioria dos casos, é muito melhor encontrar uma solução natural para seu estresse. Mesmo que você e seu médico decidam que você pode tomar alprazolam durante a sua gravidez, lembre-se que você está colocando seu filho sob um alto risco de nascer com defeitos congênitos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível