Mais
×

Efeitos colaterais de coleiras contra carrapato em cães

Atualizado em 10 maio, 2017

Muitos donos de animais compram coleiras contra pulgas e carrapatos para proteger seus cães. Embora estas coleiras sejam eficazes na prevenção dessas pragas, também contêm pesticidas que podem ser prejudiciais para o animal de estimação. Antes de usar uma delas em seu cão, procure por ingredientes na etiqueta, como propoxur, que são conhecidos por causar problemas. Para opções de tratamento mais seguras, consulte um veterinário.

Coleiras contra carrapatos protegem cães de pragas, mas podem causar outros problemas (the dog image by hupper from Fotolia.com)

Distúrbios gastroinestinais

A ​​toxicidade de coleiras contra carrapatos pode resultar em distúrbios gastrointestinais. Fique alerta para vômito incomum, diarreia ou dor abdominal em seu cão, caso ele use esse tipo de coleira. Estes sinais podem indicar um problema, como intoxicação por amitraz. Amitraz é um pesticida comum usado para coleiras contra carrapato. Um cão que tenha ingerido parte da coleira também pode exibir sinais de desconforto gastrointestinal.

Alterações comportamentais

Observe para ver se seu cão teve alterações anormais de comportamento. De acordo com o site PetMD, os sintomas de toxicidade devido à coleira podem ocorrer entre duas e seis horas após a exposição. Um cão que pareça desorientado, anormalmente letárgico ou deprimido pode estar sofrendo efeitos colaterais. Remova a coleira e consulte um veterinário.

Efeitos colaterais diversos

De acordo com PetMD, outros efeitos colaterais relacionados à toxicidade da coleira incluem fraqueza, ficar cambaleando e hipotermia. Sem um tratamento adequado, o cão pode entrar em coma ou morrer. Segundo o site Natural Resources Defense Council, os pesticidas, como propoxur, tetraclorvinphos e carbaryls, representam um risco de câncer para animais de estimação e seus donos.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article