Os efeitos colaterais da finasterida nas mulheres

Escrito por shelley moore | Traduzido por rafael affonso de andré
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Homens com calvície hereditária são os que mais usam finasterida, pois ela é capaz de prevenir o agravamento da queda de cabelo e até estimula o crescimento de novos fios. Disponível com os nomes comerciais Propecia e Proscar, a finasterida é prescrevida para mulheres que estejam lidando com os sintomas da síndrome do ovário policístico.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Clasifficado como um inibidor tipo 2 de alpha 5, a finasterida inibe a enzima que converte a testosterona em Di-hidrotestosterona (DHT), reduzindo assim o nível de DHT no escalpo. Com isso, é possível reverter a calvície hereditária masculina.

Hirsutismo

Pesquisas não indicaram que a finasterida ajuda a reduzir a queda de cabelo feminina. No entanto, ela pode reduzir o crescimento excessivo de pelos nas mulheres (hirsutismo), como o que ocorre nas mulheres com síndrome do ovário policístico. O hirsutismo faz com que cresçam pelos escuros na face, peito e costas.

Aviso

Mulheres que desejam engravidar não devem usar finasterida. A droga pode causar anomalias genitais em fetos masculinos, como o desenvolvimento de genitália feminina. Essas mulheres não devem nem mexer com a droga pois ela é absorvida através da pele.

Outros efeitos colaterais

Outros efeitos colaterais associados com o uso de finasterida em mulheres incluem o aumento dos seios, da sensibilidade e da libido.

Reação alérgica

Raramente, as mulheres podem ter reação alérgica a finasterida. Os sintomas são irritação e vermelhidão, coceira, garganta inchada e dificuldade para respirar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível