Efeitos colaterais negativos para a saúde da pulverização de espuma de poliuretano de isolamento

Escrito por amy rozanski-harlach | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Efeitos colaterais negativos para a saúde da pulverização de espuma de poliuretano de isolamento
O isolamento com a pulverização de espuma de poliuretano pode ser mortal se for inalado ao fazer a aplicação (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A pulverização de espuma de poliuretano de isolamento é uma escolha popular para os proprietários devido à facilidade de uso. O isolamento tradicional é geralmente feito de partículas de fibra de vidro, o que pode ser muito difícil de aplicar devido às precauções de segurança necessárias para se certificar de não inalar ou tocar as partículas de vidro. O isolamento com a pulverização de espuma de poliuretano funciona como uma espuma, no início, e seca como um isolamento sólido. No entanto, essa forma de isolamento pode ser perigosa para sua saúde.

Outras pessoas estão lendo

Dificuldades respiratórias

A pulverização de espuma de poliuretano é um agente extremamente irritante quando inalado. Ele pode causar inflamação, produção excessiva de muco e irritação das vias aéreas e pulmões. As pessoas que já sofrem de asma e de doenças reativas das vias aéreas podem notar um aumento nos ataques, e quem não teve anteriormente esses sintomas podem desenvolvê-los depois de ter sido exposto ao spray.

Durante o processo de aplicação e quando o produto estiver molhado, você precisará usar uma máscara respiratória especial para evitar o excesso de inalação.

Reação alérgica

Há um risco potencial de desenvolver uma reação alérgica ao spray de poliuretano se inalar o produto durante a aplicação ou deparar-se com os odores. Podem ocorrer alguns sintomas como dificuldades respiratórias e de engolir, urticária, tosse, coriza e olhos lacrimejantes. Alergias químicas como essa são muitas vezes difíceis de tratar, pois uma reação à pulverização de espuma de poliuretano não produz uma resposta de histamina típica como um alimento regular ou alergia sazonal produz.

Irritação da pele

O contato físico com o isolamento de pulverização de espuma de poliuretano pode causar irritação da pele no local onde o produto entrar em contato, podendo desenvolver uma erupção cutânea que cobre completamente o corpo por causa da inalação do produto. Ao lidar com uma reação de uma substância química, o corpo pode levar mais tempo para resolver a erupção que normalmente faria com uma alergia alimentar. O corpo pode armazenar produtos químicos em áreas como as células de gordura por semanas, até que o corpo seja capaz de purificar-se das toxinas.

Fadiga

Quando o corpo é exposto à pulverização de isolamento de espuma de poliuretano, o sistema imunológico trabalha mais para tentar eliminar as toxinas às quais tenha sido exposto. Essa resposta imunológica pode causar um aumento considerável da fadiga conforme o corpo trabalha mais para purificar-se; e se ocorrer uma exposição constante desse uretano, a pessoa pode apresentar a síndrome da fadiga crônica. O cansaço pode diminuir ao longo do tempo quando a exposição tiver sido limitada e o corpo reparar-se.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível