Efeitos colaterais de overdose de prednisona em cães

Escrito por renee dunlop | Traduzido por lara scheffer
Efeitos colaterais de overdose de prednisona em cães

É importante seguir as instruções de dosagem de qualquer remédio

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

A prednisona, um corticosteroide sintético, é um medicamento para controlar inflamações. Ela é usada tanto para humanos quanto para cães, gatos e cavalos. O medicamento é muito útil em situações de emergência e para tratar trauma, choque, reações alérgicas, doenças imunomediadas, artrite e problemas dermatológicos. Mas como toda medicação, quando o assunto é efeito colateral, a prednisona tem seus pontos fracos. Se for usada incorretamente, as reações adversas podem ser graves, principalmente em cães.

Outras pessoas estão lendo

Polidipsia, poliúria e transtornos gastrointestinais

A polidipsia significa sede excessiva e a poliúria é definida como micção em excesso. Lembre-se de fornecer muita água para seu cão e de levá-lo para passear frequentemente. Os transtornos gastrointestinais e a diarreia são geralmente relacionados aos tratamentos com prednisona — outro motivo para levar o animal para passear com frequência. Preste atenção aos sinais de seu cachorro e, se um acidente acontecer, entenda que isso foi causado pelo medicamento e não consiste em um problema comportamental. Seu cão já está doente; não acrescente a culpa e a punição ao estresse que ele já está sentindo, apenas lhe dê uma chance de sair.

Polifagia e vômito

A polifagia é um aumento no apetite que pode causar ganho de peso indesejado e pode ser vista até em cães que realizaram um tratamento curto; discuta quaisquer preocupações com um veterinário. O vômito também é um efeito colateral da prednisona, o que é algo a se lembrar se você ceder e alimentar demais o animal. Talvez, seu cão tenha uma reação indesejada.

Úlceras gastrointestinais

As úlceras gastrointestinais podem ser sérias. As lesões inflamatórias que atingem as camadas mais profundas do trato gastrointestinal causam dor abdominal, fezes muito escuras e fraqueza, podendo levar ao choque e à morte.

Pancreatite, hiperlipidemia, enzimas hepáticas elevadas e diabetes

A pancreatite se torna um risco maior com tratamentos a longo prazo. Novamente, consulte um veterinário se tiver quaisquer preocupações; manter seu cão em uma dieta com pouca gordura pode ajudar. A hiperlipidemia é a presença de gorduras ou lipídios em excesso no sangue. A elevação das enzimas hepáticas pode causar vômito, diarreia, prisão de ventre, letargia, falta de apetite, perda de peso e acúmulo de fluidos na área abdominal; a diabete é outro risco da prednisona. Todos esses fatores apontam para a importância de uma dieta saudável, principalmente durante e após o tratamento.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media