Efeitos colaterais do uso de licopódio

Escrito por susan kaye | Traduzido por vanessa arnaud
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos colaterais do uso de licopódio
O excesso de licopódio pode causar tosse (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

O medicamento homeopático Lycopodium clavatum (licopódio) é normalmente utilizado para tratar diversas condições crônicas ou agudas. O licopódio é um bom remédio para tratar danos hepáticos e problemas na vesícula biliar, e pode ajudar em vários transtornos do trato digestivo. Ele também é utilizado por indivíduos que sofrem com problemas de autoestima. Esse medicamento é normalmente tolerado quando administrado nas doses e potências ideais, sem efeitos colaterais, seguindo as instruções adequadas. Entretanto, pode causar efeitos adversos se for tomado com muita frequência. Medicamentos homeopáticos são prescritos para cada indivíduo em posologia única, então, não há dose ou potência padrão. Um homeopata qualificado deve ser consultado antes de se tomar licopódio.

Outras pessoas estão lendo

Gastrointestinal

Efeitos comuns do excesso de licopódio são transtornos gastrointestinais, eructação, soluços, tosses, refluxo, dores no lado direito do torso, na região do fígado ou da vesícula biliar, cálculo biliar, hepatite, náuseas, vômitos, diarreia e constipação. O guia "Everybody's Guide to Homeopathic Medicines" também cita desejos por bebidas quentes e por doces. O remédio pode causar gases, que dão uma sensação de inchaço especialmente após as refeições.

Apetite e saciedade

Quando sob tratamento com licopódio, o apetite pode se tornar desregrado, apresentando muita fome em determinados momentos, mas se saciando rapidamente com o consumo de muito pouco alimento. Outra possibilidade é que a pessoa consuma uma grande refeição mas sinta fome novamente logo em seguida. O licopódio em altas doses pode causar aversão a carnes e transtornos digestivos associados ao consumo de ostras, repolho, cebolas e leite.

Efeitos mentais ou emocionais

O livro "Synoptic Materia Medica I" aponta que o licopódio pode causar diminuição da autoconfiança, sentimentos de inferioridade e insegurança e a possibilidade de comportamentos de "bullying" para tentar esconder esses sentimentos. O indivíduo pode se tornar autoritário, dominador e categoricamente desagradável com aqueles que o conhecem melhor, como os familiares, ainda que aja com submissão e insegurança quando estiver em público. O medicamento pode causar fobia ao falar em público e até a inabilidade de se posicionar em um conflito.

Sensações estranhas

Ao tomar licopódio, você pode se sentir como se um pé estivesse quente, enquanto o outro está frio, de acordo com William Boerick, em seu livro "Materia Medica and Repertory".

Alergias

Já foi notificado que algumas pessoas apresentaram sensibilidade ou alergias a mariscos após tomar o licopódio. Inchaço, vermelhidão e coceira ao redor da boca ou da garganta e dores no lado direito do peito podem ocorrer. Interrompa o tratamento se você apresentar esses sintomas.

Sintomas do lado direito

Boericke ressalta que, na maioria dos casos, muito licopódio pode causar sintomas fortes e efeitos adversos que podem ser sentidos mais intensamente no lado direito do corpo, ou começando pelo lado direito e progredindo para o esquerdo, mas sempre sendo mais intensos no direito. Isso é válido para todas as partes do corpo, incluindo irritações da garganta até dores no sistema muscular esquelético.

Momento do dia

Os efeitos do licopódio são mais intensos entre as 16h e as 20h, e também durante a noite. Em outras palavras, todos os efeitos adversos e sintomas são piores nesses horários do dia e da noite.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível