Efeitos físicos e mentais ao parar o consumo de álcool

Escrito por simon foden Google | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos físicos e mentais ao parar o consumo de álcool
O vinho tinto contém antioxidantes e é benéfico se consumido com moderação. (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

De acordo com a Universidade da Carolina do Norte, em novembro de 2004, 17 milhões de americanos sofriam de alcoolismo crônico. Isso não quer dizer que o o álcool é totalmente mau. Uma publicação da Universidade de Harvard Fonte de Nutrição afirma que seu consumo moderado reduz o risco de acidente vascular cerebral. Parar de beber, especialmente depois de um período de consumo excessivo, tem uma série de benefícios físicos e mentais. Abstinência pode também reverter parcialmente os danos causados ​​pelo álcool.

Outras pessoas estão lendo

Aumento da produção de células do cérebro

De acordo com um relatório da Universidade da Carolina do Norte, as taxas de produção de células do cérebro aumentam durante um período de abstinência de álcool imposta quando comparado a um período de consumo do mesmo.

Sintomas de abstinência

Largar a bebida após ter virado alcoólatra geralmente não é fácil. Bebedores moderados geralmente não notam os sintomas mentais que estão associados com a abstinência, porque eles não têm uma dependência de substância. No entanto, alcoólicos experimentam uma variedade de sintomas físicos e mentais. De acordo com um estudo intitulado "Explorando Álcool, Síndrome de Abstinência", de Deborah A. Finn e John C. Crabbe, os sintomas incluem tremores, hiperatividade e insônia. Em casos extremos, os sintomas podem incluir convulsões violentas e alucinações vívidas.

Diminuição da tolerância

O uso prolongado ou excessivo da bebida resultam em um aumento da tolerância ao álcool. É por isso que um alcoólatra pode beber em excesso, sem a intoxicação parecer óbvia. No entanto, após parar o nível de tolerância alta vai reduzir ao longo do tempo. Isto significa que, quando a pessoa para de beber por alguns meses e depois toma alguns goles, ela se sente mais intoxicada que o normal.

Melhora do humor

O álcool causa depressão. Embora inicialmente pode criar uma sensação de bem-estar, este é apenas aparente porque o álcool suprime inibições. Apesar de parar de beber não ser uma solução rápida para problemas de saúde mental de longa data, porque o álcool é um depressor, a abstinência pode beneficiar o seu estado de espírito.

Melhoria da função hepática

O fígado é fundamental para o sistema de filtragem do seu corpo. Consumo excessivo coloca muita pressão sobre o fígado e pode levar a cirrose, o excesso de bebida alcoólica é a causa número 1 de cirrose no Brasil. Quando você para de beber, o seu fígado deixa de estar sob tensão e pode funcionar de forma mais eficiente.

Pele melhor

O álcool faz que seu vasos capilares se dilatem. Capilares dilatados perto da superfície da pele se manifestam como nariz vermelho, que é um eufemismo para o vermelho característico e as manchas avermelhadas ao redor do nariz de um alcoólatra. Abstinência de álcool permite que os vasos capilares voltem ao seu estado normal. Efeitos de um fígado danificado também se manifestar como problemas de pele, que normalmente são revertidos com a abstinência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível