Os efeitos de níveis elevados de estradiol no organismo

Escrito por michael douglas-llyr | Traduzido por contributing writer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos de níveis elevados de estradiol no organismo
O estradiol é quimicamente uma forma de estrogênio (estradiole - estrogen image by Cornelia Pithart from Fotolia.com)

Estradiol, ou E2, é um dos mais potentes hormônios da família dos estrógenos. O estrogênio é importante para o funcionamento adequado do corpo de homens e mulheres. No entanto, quantias excessivas de estradiol em homens podem ter um efeito nocivo ao corpo.

Outras pessoas estão lendo

Qual é sua origem?

A maioria do estradiol em homens é o resultado de um processo conhecido como aromatização. A enzima aromatase age na testosterona, convertendo-a em estrogênio. Altos níveis de estradiol em homens (superiores a 30 pg/ml) são geralmente o resultado de aromatase, o que pode ser provocado de diversas formas.

Quais são os efeitos nos órgãos reprodutivos masculinos?

O estradiol se conecta às células receptoras de testosterona no corpo humano. O cérebro é incapaz de diferenciar entre testosterona e estrógenos nesses locais. Consequentemente, o cérebro manda uma ordem aos testículos para que parem de produzir tanta testosterona, o que pode levar a sintomas de hipogonadismo como perda de libido, disfunção erétil e depressão.

Quais são os efeitos no coração?

Níveis excessivos de estrogênio em homens já foram ligados a doenças e incapacidades cardiovasculares. Altos níveis de estradiol tendem a causar coagulação anormal e podem dobrar o risco de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Um estudo polonês, publicado em 2009, encontrou uma taxa de mortalidade maior em homens que tinham insuficiência cardíaca crônica e altos níveis de estradiol. O mesmo estudo revelou uma taxa de sobrevivência 50% menor entre homens que tinham altos níveis de E2 e haviam sofrido um ataque cardíaco.

Como a próstata é afetada?

Níveis altos ou desproporcionais de E2 foram identificados como elementos chave ou precursores de uma condição do aumento da próstata, conhecida como hiperplasia benigna da próstata. Homens de meia-idade sofrendo desse transtorno geralmente têm altos níveis de estradiol, o que se deve ao aumento da atividade da aromatase. Eles também geralmente apresentam proporções desequilibradas de testosterona/estradiol, devido à combinação da aromatização com o declínio natural relacionado à idade na produção de testosterona.

O que mais pode ser afetado?

Níveis altos de estrogênio em homens, combinados com a queda subsequente na produção de testosterona, podem levar a uma condição chamada ginecomastia na qual o volume das mamas aumenta devido a um aumento no crescimento de tecido. A ginecomastia não é reversível e só pode ser corrigida através de intervenção cirúrgica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível