Os efeitos nocivos da Chlorella e da Spirulina.

Escrito por kathryn meininger | Traduzido por gilber de oliveira sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos nocivos da Chlorella e da Spirulina.
Chlorella e spirulina são diferentes tipos de algas utilizadas em suplementos alimentares. (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A chlorella e a spirulina são diferentes espécies de algas que podem ser encontradas em vários suplementos dietéticos. No Japão, a chlorella, um fitoplâncton unicelular, é também usada como uma fonte de alimento. Apesar de não possuir evidências científicas, a chlorella e a spirulina tem vários supostos benefícios para a saúde, incluindo o de ser um estimulante do sistema imunológico e ajudar na digestão, além de ter algumas propriedades contra o câncer. Elas são também carregadas com nutrientes, tais como vitamina C, B-12, beta-caroteno, ferro e zinco. Consulte seu médico sobre os efeitos nocivos da chlorella e spirulina antes de adicioná-las à sua dieta.

Outras pessoas estão lendo

Reação alérgica

Como algas, chlorella e spirulina são parte do reino vegetal, por isso, é possível ter uma alergia a uma ou ambas. Uma reação alérgica pode se manifestar como vermelhidão, coceira, urticária, erupção cutânea e inchaço da face e da boca. É possível também sofrer uma reação mais grave chamada de anafilaxia se você for altamente alérgico a essas algas. A anafilaxia é uma situação médica que requer uma chamada para o pronto atendimento. Os sintomas incluem respiração ofegante, dificuldade de respiração e deglutição, confusão, desmaios, perda de consciência e até morte. Chame o seu médico ao primeiro sinal de uma alergia a chlorella ou spirulina.

Contaminação com toxinas

É essencial comprar spirulina, e outros suplementos dietéticos, incluindo a chlorella, de um fabricante confiável. Se não processada corretamente, a spirulina pode conter uma concentração elevada de substâncias tóxicas chamado microcistinas e anatoxina, de acordo com Centro Médico Beth Israel Deaconess , e o consumo máximo seguro dessas toxinas não foram determinados. Estas toxinas podem acumular-se em seu sistema e afetar o fígado e sistema nervoso, especialmente se estiver consumindo spirulina por um período longo de tempo. Esta é uma preocupação especial para as crianças, pois a espirulina é usada às vezes como uma alternativa de tratamento para o transtorno de déficit de atenção. A spirulina também pode ser contaminada com metais pesados ​​ou toxinas de bactérias a partir de escoamento de fertilizantes animais.

Interações medicamentosas e precauções

A chlorella e spirulina podem interagir negativamente com certos medicamentos. Porque contém vitamina K, os suplementos de chlorella podem interferir com a eficácia de medicamentos diluídos no sangue, tais como a varfarina. Se você tem alergia ao iodo, você também pode ser alérgico à chlorella. Por causa de suas propriedades imunoestimulantes, não use chlorella ou spirulina com medicamentos supressores do sistema imunológico, como a ciclosporina e o metotrexato. Só use estes suplementos dietéticos sob a supervisão de seu médico e não consuma-os se você estiver grávida ou amamentando. Se você tem fenilcetonúria, uma doença genética em que seu corpo não pode metabolizar o aminoácido fenilalanina, ou uma doença autoimune, como o lúpus ou artrite reumatoide, você não deve usar suplementos contendo spirulina.

Efeitos colaterais

Embora a maioria dos efeitos colaterais associados com a Spirulina e Chlorella não sejam particularmente prejudiciais, devem ainda ser levados em consideração. A chlorella pode levar a uma maior sensibilidade à luz solar, mas também pode causar cólicas, inchaço e diarreia. A spirulina também pode produzir alguns efeitos ​​gastrintestinais desconfortáveis, incluindo diarreia, náusea, vômito, assim como insônia e ansiedade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível