Os efeitos da técnica de Mulligan no cotovelo de tenista

Escrito por lee mason | Traduzido por thaís dalariva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos da técnica de Mulligan no cotovelo de tenista
Cotovelo de tenista é uma inflamação da epicondilite (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)

Cotovelo de tenista é uma inflamação da epicondilite, uma protuberância óssea externa no cotovelo; é uma condição de dor crônica resultante de estresse prolongado na junta devido a atividades como tênis e outros esportes com raquetes ou lançamento. A técnica de Mulligan pode reduzir a dor.

Outras pessoas estão lendo

Técnica de Mulligan

A técnica Mulligan é uma técnica terapêutica de bandagem que fornece apoio e cria "mobilização com movimento" (MCM); uma fita de lona, flexível mais ainda assim durável, é usada para essa técnica.

Diagnóstico

O terapista irá usar os polegares para criar um deslizamento lateral no braço com o objetivo de ativar o ponto de mobilização sem dor. O pulso deverá ser capaz de estender sem dor.

Bandagens nos pontos

Uma fita de cinco centímetros é usada onde o terapista determinou a existência do ponto de mobilização sem dor, e pode exigir mais bandagens na locação para aliviar a dor.

Redução da dor

Pesquisas ainda estão sendo feitas sobre essa técnica revolucionária para fornecer apoio adicional baseado no movimento do corpo. Quando aplicado de acordo com as instruções, a maioria das pessoas que sofrem de cotovelo de tenista reporta significante redução da dor.

Corrigindo má forma

A técnica de Mulligan oferece um jeito de mexer com a lesão e reduzir um estresse futuro no cotovelo. Já que a maior parte dos cotovelos de tenista é um resultado de forma imprópria, abordar uma técnica geral é crucial para resolver o problema.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível