Os efeitos dos tsunamis na terra

Escrito por tom lutzenberger | Traduzido por beatriz palma
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os efeitos dos tsunamis na terra
O nome das tsunamis é originário de antigos registros japoneses sobre ondas gigantes (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Os tsunamis, ou ondas gigantes, são responsáveis por vários desastres naturais, com registros datando de centenas de anos atrás. Quando grandes o suficiente, as tsunamis extinguiram comunidades inteiras, tanto no passado como nos tempos modernos, literalmente lavando as áreas costeiras atingidas pela água. Seus efeitos podem se prolongar durante anos, reformulando o modo de utilizar e desenvolver a terra afetada, sendo que, em alguns casos, elas são capazes de reduzir uma área a totais destroços.

Outras pessoas estão lendo

Danos das ondas múltiplas

Os tsunamis chegam em ondas múltiplas, sendo que, normalmente, a mais forte chega depois das primeiras. Devido ao formato do solo abaixo da mar, quantidades significantes de água são puxadas para cima quando se aproximam da costa, cada vez mais alto, fazendo a água fluir em um nível muito acima do normal. Qualquer coisa que esteja solta no solo é varrida e levada pelo fluxo. Como a água é tão pesada quanto a massa, ela é capaz de mover carros, madeira, metal, cimento e escombros. Todo esse material, juntamente com a força da água, age como uma máquina de destruição para qualquer coisa que se encontre em seu caminho.

Desaparecimento da vegetação

As ondas dos tsunamis são tão fortes que, frequentemente, acabam arrancando árvores, arbustos e plantas das áreas afetadas, além de inundá-las até que o solo se desprenda à medida em que a vegetação é retirada. Qualquer planta que permaneça presa a suas raízes acaba soterrada pela água e pelos destroços, morrendo depois de horas devido à falta de oxigênio e luz solar. Quando a água escoa da região afetada, normalmente dias ou semanas depois, o solo remanescente fica com uma consistência de lama e destroços.

Danos estruturais

As construções localizadas em áreas atacadas por tsunamis tendem a permanecer fortes durante um certo período de tempo, até que a pressão da água e dos destroços acaba causando seu desmoronamento. A maioria dessas estruturas são projetadas para aguentar peso vindo de cima, mas não dos lados. Madeira, reboques e outros materiais que compõem as paredes são quebrados pela pressão da água, normalmente sendo puxados e flutuando para longe de seus alicerces. As estruturas de cimento podem continuar em pé, no caso de a água encontrar espaços por onde passar, como janelas, portas e garagens.

Danos à agricultura

Muitas das zonas agrícolas atingidas por tsunamis passam por um grande processo de erosão em um período de tempo muito curto. Essa remodelação da terra ou sua perda para o oceano é responsável por duas mudanças principais: a água do mar deposita altos níveis de salinidade na terra, matando as plantas que não foram levadas pelo fluxo, e uma boa parte do solo das plantações pode acabar sendo levada para o mar, deixando o solo remanescente inaptos para as colheitas. Além disso, os destroços podem extorquir a terra enquanto são puxados pela água, causando danos aos canais de irrigação que foram cuidadosamente planejados para fornecer água de forma eficiente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível