Efetividade do medicamento Effexor

Escrito por sarah snyder | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efetividade do medicamento Effexor
Effexor é um medicamento eficaz contra depressão e ansiedade (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Effexor é um medicamento usado para tratar depressão e, em alguns casos, ansiedade. Também conhecido por venlafaxina, o Effexor deve ser administrado com algumas considerações em mente. Para muitos, o Effexor pode significar alívio dos sintomas depressivos, no entanto, em um pequeno número de casos, esse remédio pode agravar os sintomas da doença.

Outras pessoas estão lendo

Depressão

A depressão é uma condição médica descrita por uma sensação geral de desespero. Os sintomas incluem tendência ao suicídio, desesperança, excesso ou falta de sono, e mudanças nos hábitos alimentares. Se você acha que está com depressão, consulte o médico, que poderá prescrever antidepressivos ou encaminhá-lo ao psiquiatra ou psicólogo.

Antidepressivos

Os antidepressivos funcionam ajustando a química cerebral, permitindo que o organismo absorva com mais eficácia as substâncias químicas do cérebro (neurotransmissores), tais como serotonina, norepinefrina e dopamina. Existem vários tipos de antidepressivos, as principais categorias incluem os tricíclicos, IMAOs (inibidores da monoamina oxidase), ISRS (inibidores seletivos da recaptação de serotonina), e IRSNs (inibidores da recaptação de serotonina e norepinefrina). O Effexor é um IRSN, a família dos antidepressivos que aumenta a capacidade do cérebro para absorver as substâncias químicas serotonina e norepinefrina.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns dos IRSNs são sonolência, boca seca, náusea, alterações do apetite, dor de cabeça, febre, calafrios, constipação, sonhos vívidos, sensação de desmaio iminente, e visão borrada. O Effexor pode aumentar a pressão sanguínea, por isso ela deve ser verificada regularmente. Em um menor número de casos, principalmente nas pessoas com menos de vinte e cinco anos de idade, o medicamento pode piorar os sintomas, incluindo os pensamentos suicidas.

Dosagem

O Effexor é comumente administrado em doses diárias de 75 mg ou 150 mg. Certifique-se de tomar unicamente a dose prescrita e não pule as doses. Se você esquecer uma, tome a quantidade prescrita assim que puder, mas não tome uma dose em dobro. Consulte o seu médico, antes de descontinuar o tratamento com o Effexor.

Outras considerações

O Effexor apresenta certas reações junto a outros medicamentos, então, é importante manter o médico informado sobre os remédios em uso. O álcool também deve ser evitado ou consumido com parcimônia, visto que ele pode intensificar os efeitos do antidepressivo.

Efetividade

Se o Effexor vai ser eficaz ou não, vai depender da resposta de cada organismo. Ele não é uma panaceia que solucionará todos os casos de depressão, e será um jogo de erros e acertos até chegar ao antidepressivo que vai funcionar para você. Associar o tratamento com o Effexor a uma alimentação saudável, exercícios físicos e psicoterapia poderá aumentar as suas chances de sucesso com a medicação. Também leva várias semanas até que o remédio produza alguma melhora, e o médico poderá ter que ajustar as doses para conseguir o efeito desejado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível