A eficácia de anticoncepcional junto com antibiótico

Escrito por rachel nall | Traduzido por aline cortez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As pílulas anticoncepcionais contêm hormônios que ajudam o organismo a retardar o ciclo de ovulação, evitando que a mulher fique grávida. Essas pílulas podem ser tomadas em combinação com muitas outras medicações e vitaminas, havendo pouco ou nenhum risco de que sua eficácia seja afetada. Contudo, ficou demonstrado que elas interagem de maneira negativa com alguns antibióticos, tendo sua eficácia reduzida e aumentando o risco de gravidez.

Outras pessoas estão lendo

Como as pílulas anticoncepcionais funcionam?

Embora haja muitos tipos de pílulas anticoncepcionais, sua função básica é impedir a ovulação (e consequentemente a gravidez). Essas pílulas se dividem em duas categorias: a pílula combinada, que usa estrogênio sintético para impedir que os ovários liberem o óvulo e progestágeno sintético (progestina) para reduzir a eficácia do esperma que passa pelas trompas de falópio e afinar o endométrio para evitar que o óvulo se fixe nele, e a pílula exclusivamente de progestina.

Efeitos dos antibióticos

Sabe-se que alguns poucos antibióticos reduzem a eficácia de pílulas anticoncepcionais, de acordo com a Mayo Clinic. Os antibióticos interferem na capacidade do organismo de algumas mulheres de absorver e utilizar os hormônios contidos nas pílulas.

Antibióticos que reduzem a eficácia

O antibiótico mais pesquisado e que se sabe que tem a capacidade de diminuir a eficácia de pílulas anticoncepcionais é a rifampicina, que é prescrita para infecções como tuberculose, hanseníase, meningite e Staphylococcus aureus resistente à meticilina (MRSA).

Outros antibióticos que podem afetar as pílulas anticoncepcionais incluem penicilina, amoxicilina, sulfanamida, ampicilina, tetraciclina, cotrimoxazol, griseofulvina, nitrofurantoina, metronidazol, minociclina e fenobarbital.

Se estiver tomando algum antibiótico que não está na lista, pergunte ao médico quais efeitos pode haver sobre a medicação contraceptiva.

Efeitos hormonais

Embora poucos estudos importantes de longo prazo tenham sido conduzidos sobre o tema, os que foram realizados sugerem que a maioria dos antibióticos reduz a eficácia em uma margem de 1%.

Melhor prevenir que remediar

Se tomar antibióticos enquanto estiver usando anticoncepcional, é importante utilizar outro método contraceptivo para prevenir a gravidez, como preservativos, espermicidas ou o diafragma.

Outras precauções

É importante usar outro método contraceptivo por pelo menos uma semana após deixar de tomar antibióticos, pois eles podem permanecer no sistema por mais tempo.

Sinais de eficácia reduzida

Se perceber escape (sangramento fora da menstruação), isso pode ser sinal de que o antibiótico está interagindo com a pílula anticoncepcional. Fale com o médico para saber que precauções precisam ser tomadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível