Mais
×

Elementos causadores da poluição do ar

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Introdução

Você pode ficar algum tempo sem se alimentar e até sem se hidratar. Mas sem ar, esse tempo é muito menor. O ar é realmente muito necessário para a vida dos seres vivos. Aliás, sem ele muita coisa no Planeta Terra não funcionaria. As plantas precisam dele, e nós precisamos das plantas para respirar. Mas, o que acontece, é que nós terminamos por contaminar o ar, que tanto precisamos, sem perceber. Com isso, o meio-ambiente sofre e perdemos em qualidade de vida. Vejamos as 10 causas de poluição de ar e vamos lutar por um ar mais limpo.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Monóxido de Carbono (CO)

Produzido a partir da queima incompleta de hidrocarbonetos, mais conhecidos como combustíveis fósseis, como carvão mineral e derivados do petróleo (gasolina e diesel, por exemplo), ou pela decomposição quase anaeróbica, (quando ocorre sem a presença de oxigênio) de matéria orgânica, o Monóxido de Carbono é um gás altamente tóxico. Porém a diminuição da emissão deste gás é muito difícil, já que ele é um dos responsáveis pela geração de energia que alimenta os setores elétrico, industrial e de transportes de grande parte das economias do mundo inteiro.

Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Ozônio (O3)

Na estratosfera, a atmosfera externa, o ozônio protege o nosso planeta contra a radiação ultravioleta. Mas na Terra, na atmosfera interna, a situação é bem diferente. Formado a partir de gases de combustão, o ozônio se torna um poluente se encontrado em grandes concentrações. Ele é capaz de oxidar metais como ferro, chumbo e arsênico. É extremamente reativo e se transforma em um elemento tóxico capaz de atacar as proteínas, prejudicar o crescimento dos vegetais e destruir micro-organismos. Também é responsável pela poluição de grandes cidades. O ozônio é produzido através da fumaça dos motores de combustão e usinas geradoras de energia.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Dióxido de Enxofre (SO2)

Gás denso, incolor, não inflamável e muito tóxico, sua inalação pode ser fortemente irritante. Provoca problemas como bronquites ou enfisema pulmonar e é produzido pelos vulcões ou a partir de certos processos industriais. Nas indústrias, o dióxido de enxofre serve para produzir ácido sulfúrico, que é um bom indicador da força industrial de um país. Ainda pode ser usado como desinfetante, antisséptico, antibacteriano, agente branqueador, conservador de alimentos e na fabricação de bebidas alcoólicas, sobretudo o vinho. Os vegetais são sensíveis demais ao dióxido de enxofre, e em altas concentrações podem morrer. Também é um dos responsáveis pela formação da chuva ácida.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Óxidos de nitrogênio

Poluente produzido como resultado da combustão de qualquer substância que contenha nitrogênio. É colocado na atmosfera pelos motores de automóveis, principalmente os movidos a diesel e gasolina, fornos, caldeiras, estufas, incineradores, pela indústria química e pela indústria de explosivos. A fumaça do cigarro, assim como a do cachimbo, também contribui para sua ação tóxica. Ao atingir o ar, o óxido de nitrogênio se transforma em dióxido nítrico e causa uma névoa seca, que geralmente se forma sobre as grandes capitais, também conhecida como “smog”. Provoca lesões no sistema respiratório e em altas concentrações pode levar à morte por edema pulmonar.

Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images

Clorofluocarbono (CFC)

Composto gasoso formado por cloro, flúor e carbono. É conhecido, comercialmente, como Freon. Muito usado em aerossóis, compressores de geladeira e condicionadores de ar, limpeza de placas de circuito de computadores e na fabricação de espumas (caixas de sanduíches de supermercados, por exemplo). Não é, diretamente, um gás tóxico, porém seu uso faz com que algumas partículas se acumulem na atmosfera superior, que com a ação do Sol, o transforma em agentes químicos que destroem a camada de ozônio. Hoje em dia, muitos desses produtos já são livres de CFC, contribuindo para um mundo melhor.

Photos.com/Photos.com/Getty Images

Particulados

Nada mais são do que partículas sólidas ou líquidos que se mantêm suspensos na atmosfera por seu tamanho extremamente pequeno. Entre eles estão: poeira, fumaça, fumo, nevoeiro, aspersão e cerração. Devido a seu tamanho, tem facilidade em penetrar no corpo humano, atacando mais facilmente o pulmão e todo o sistema respiratório. Quanto menor é o particulado, maior é o efeito provocado. Também reduz a visibilidade na atmosfera. Existem fontes naturais, como os vulcões e incêndios em florestas. Mas é na queima de combustíveis fósseis em motores de combustão interna de veículos, termoelétricas e indústrias que se produzem mais particulados.

Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images

Vulcões

O ar também pode ser contaminado através de alguns efeitos naturais, como é o caso da erupção dos vulcões, que libera dióxido de carbono e alguns outros gases poluentes. No entanto, este é o ciclo do carbono e, assim sendo, é um processo indispensável que ocorre na natureza. Porém, este ciclo está em desequilíbrio devido ao uso de petróleo como fonte de energia.

Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images

Metano

É produzido durante o processo natural da decomposição dos vegetais. O metano é um dos hidrocarbonetos mais simples e é classificado como um gás natural. Encontra-se em maior quantidade em zonas de pantanal, lama e brejos. Os depósitos geológicos que não estão ao ar livre representam um grande perigo para a contaminação do ar, já que é facilmente inflamável e pode gerar algumas explosões.

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Homem

Com certeza, o maior causador de toda a poluição do ar é o homem. Através do avanço tecnológico, o homem evoluiu em ciência, mas se esqueceu, completamente, de cuidar da mãe natureza. Ao não cuidar dos rios e dos lugares que habita, termina por contaminar todo o meio ambiente e como consequência polui o ar, num ciclo daninho. O que é necessário hoje em dia é a conscientização da população. E, qualquer coisa que você fizer, como jogar o lixo no lixo, já contribuirá para que o nosso meio ambiente volte à sua harmonia. Pense nisso!