O que é embolia pulmonar

Escrito por marcinho lc Google
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é embolia pulmonar
Paciente sofrendo por um êmbolo pulmonar (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A embolia pulmonar é a obstrução de uma das artérias do pulmão, geralmente causada por coágulos (trombos ou êmbolos), bolhas de ar, líquido amniótico ou células cancerosas. Apesar de ser muito raro, também pode acontecer de um êmbolo gorduroso, causado por traumas ou fraturas, se desprender e tapar o vaso sanguíneo. Quanto maior for o êmbolo, mais letal será, pois poderá interromper uma circulação por completo.

Outras pessoas estão lendo

Causas

Pode ser causada por imobilidade prolongada (muito comum em pacientes que estão muito tempo acamados), cirurgias extensas, anestesia, gravidez, fraturas ósseas, politraumatismo, inflamação, queimadura, anticoncepcionais com estrógeno, reposição hormonal, obesidade, tabagismo, idade superior a 40 anos, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), obesidade, insuficiência cardíaca, acidente vascular encefálico, infarto do miocárdio e outros.

Sintomas

No caso de trombos pequenos ou os que se desfazem rapidamente, os sintomas podem passar despercebidos. Quando os trombos são maiores, o paciente irá sentir falta de ar (também conhecido como dispneia), chiado de peito (sibilância), tosse seca ou com sangue, cianose (coloração azul da pele, sobretudo em unhas), aceleração dos batimentos cardíacos, palidez e ansiedade. Dor aguda no peito e febre podem indicar oclusão de uma ou mais artérias pulmonares e de infarto pulmonar.

Diagnóstico e prevenção

Para o diagnóstico é importante conhecer a história médica do paciente. Alguns exames também podem ser feitos, como medir os níveis de dímero-D, gasometria arterial para conhecer a quantidade de oxigênio no sangue, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Eletrocardiograma e raios-X de tórax podem ajudar, mas não são imprescindíveis. Para a prevenção é importante voltar a fazer exercícios, não permanecer muito tempo sentado ou na mesma posição, fazer uso de meias elásticas e, em casos mais complicados, o paciente deve ser medicado com anticoagulantes e trombolíticos.

Tratamento e recomendações

Para o tratamento se administra oxigênio e heparina. Esta última é substituída por varfarina, posteriormente, por sua ação mais lenta. Em casos mais graves, é recomendável fazer a embolectomia, uma intervenção cirúrgica para a retirada do êmbolo. Se você tiver algum sintoma parecido, procure seu médico. Uma forma de evitar é manter sempre o peso ideal para seu tipo físico e idade. Caso fume, tente deixar de fumar. Se estiver realizando viagens longas, procure ficar um tempo em pé, para facilitar a circulação do sangue. Ou então, faça exercícios com as pernas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível