O que é emissão de títulos de dívida?

Escrito por bill freehling | Traduzido por philipe oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é emissão de títulos de dívida?
Companias e governos emitem dívidas para se capitalizarem (money image by Bradlee Mauer from Fotolia.com)

Emissão de dívida é quando as empresas ou governos captam recursos, por meio de empréstimos de dinheiro, a partir de acionistas. A empresa ou o governo que tomou o dinheiro emprestado (emitindo a dívida) se compromete a pagar ao credor (o acionista) uma taxa de juros determinada, durante um período definido. Este pagamento, que normalmente é feito mensalmente ou trimestralmente, é ocasionalmente chamado de cupom. No final do período, o mutuário paga de volta ao credor na íntegra.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de emissão de dívidas

Os dois tipos mais comuns de emissões de dívida são as governamentais ou empresariais. Governos federais, estaduais e municipais emitem dívidas quando precisam de dinheiro para projetos governamentais, como a construção de estradas ou escolas, ou para operações do dia-a-dia. Estas emissões de dívida são chamados de títulos municipais ou do Tesouro. Empresas emitem dívidas para financiar projetos, aquisições e etc. Estes são chamados de títulos corporativos. Emissão de dívida é, essencialmente, um termo sofisticado para emprestar dinheiro através dos mercados de capitais.

Definindo a taxa de juros

Uma avaliação de crédito é atribuída a uma empresa ou governo através de uma terceira empresa, como a Moody's ou Standard & Poor's. Esta classificação determina os juros que a entidade terá que pagar ao emitir a dívida. Empresas e governos com finanças estáveis ​​e folhas de balanço sólidas, alcançam uma classificação de crédito maior do que aqueles com as finanças ruins. Uma avaliação de crédito pior significa que a taxa de juros aplicada na emissão da dívida será maior e portanto irá custar mais para a empresa ou governoc emitir a dívida.

O processo

Os bancos investidores vendem a dívida da empresa ou do governo na forma de títulos no mercado de títulos. A taxa de juros é definida com base na classificação de crédito e na demanda dos investidores. Clientes institucionais, como fundos de pensão e fundos mútuos são grandes compradores das emissões de dívida, embora uma pessoa física também possa comprar o título da dívida. Após este processo ocorrer, o mutuário recebe o dinheiro da emissão de dívida e os credores recebem os títulos.

Controle de mercado dos títulos

Depois que a dívida é emitida, o mutuário tem uma taxa de juros determinada, que tem que pagar por um determinado período de tempo (geralmente 10 a 30 anos). Mas os títulos que ele emite, freqüentemente são comercializados no mercado aberto, com os preços que inflacionam e deflacionam. O preço que o comprador paga afeta a taxa de juros para o comprador, mas o emissor da dívida continua a pagar a mesma taxa de juros, como foi estabelecido quando os títulos foram vendidos pela primeira vez.

Pagamento da dívida

Cada emissão de dívida tem um prazo determinado, geralmente 30 anos. No final desse período, o mutuário é obrigado a pagar ao principal credor a totalidade do débito. O credor também recebeu os pagamentos de juros (cupons) durante todo o prazo da emissão da dívida. Às vezes, as taxas de juros podem cair durante o prazo da emissão da dívida, e o mutuário poderá comprar de volta os títulos e emitir uma nova dívida com condições mais baratas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível