Como engravidar quando há baixa motilidade dos espermas

Escrito por alexis writing | Traduzido por wanderson andrade
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como engravidar quando há baixa motilidade dos espermas
Imagem microscópica de espermatozoides humanos (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

A baixa motilidade do esperma refere-se à incapacidade do esperma masculino de alcançar o óvulo após a ejaculação. Se os espermatozoides não podem se mover rápido o suficiente ou não se movem de forma alguma, torna-se difícil para uma mulher engravidar. Em média, mais de 50% deles possuem motilidade, o que significa que 50% ou mais do esperma do homem é "móvel" ou tem o potencial de se locomover rápido o suficiente para fertilizar o ovócito e, em casos raros, esse número pode cair para quase nada.

Outras pessoas estão lendo

Tratamentos Médicos

Existem várias potenciais opções médicas que podem melhorar a motilidade dos espermatozoides em alguns homens. Se a baixa motilidade for causada por uma deficiência hormonal, suplementos de testosterona podem ser prescritos. A L-carnitina e acetil-L-carnitina também afetam sua motilidade e, de acordo com a Mayo Clinic, tomar suplementos proteicos podem melhorar a motilidade em alguns homens. Caso a baixa motilidade não possa ser remediada, há dois métodos alternativos para engravidar. Essas duas alternativas de fertilidade são conhecidas como a fertilização in vitro (FIV) e a injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI). A fertilização in vitro permite que os óvulos da mulher sejam removidos dos ovários e colocados em um meio de laboratório, onde recebem os espermatozoides. Uma vez que o óvulo estiver fecundado, será implantado novamente, de maneira não cirúrgica, no útero da mulher, esperando que lhe permita engravidar. A ICSI difere no ponto em que, ao invés de apenas serem incubados em conjunto (por vezes, à razão de 75.000 espermatozoides para um óvulo), uma única célula masculina é injetada num único óvulo e incubados. Os procedimentos de ICSI frequentemente incubam e implantam mais de um ovo de cada vez, resultando, por vezes, em gravidez múltipla.

Métodos de Ervas

Para muitas pessoas, os custos associados a estes tratamentos médicos são proibitivos o suficiente para justificar remédios alternativos. Várias ervas têm sido informalmente ligadas ao aumento da motilidade dos espermatozoides. O uso de maca, uma raiz e erva comumente encontrada da Bolívia ao Peru tem sido relatada por alguns casais com problemas de motilidade do esperma como um auxílio na obtenção da gravidez. Um extrato de Fallopia japonica conhecido como resveratrol tem mostrado alguma promessa no aumento da motilidade dos espermatozoides em ratos de laboratório, estudados por cientistas. Gingko e ginseng também têm sido associados à motilidade espermática, mas alguns cientistas acreditam que essas curas alternativas podem fazer mais mal do que bem, ao afetar a contagem de esperma.

Outros Métodos

A medicina homeopática tem há muito tempo buscado curar doenças com medidas naturais e, alguns afirmam que vários remédios homeopáticos ajudam também a aumentar a motilidade espermática. Massagem e acupuntura concebidas para aliviar o stress, tensão muscular e aumento do fluxo sanguíneo foram relacionadas a uma maior motilidade do esperma. Vitaminas C, E e B12 também estão ligadas ao aumento dela. Certos aminoácidos e minerais podem ser comprados com o propósito de ajudar casais com esse problema para engravidar, apesar de que a quantidades excessivas de alguns (principalmente o mineral zinco) têm demonstrado ser prejudicial para a saúde espermática.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível